Campinense faz gol relâmpago e vence o Botafogo-PB no primeiro jogo das finais - WSCOM

menu

Futebol

06/04/2018


Campinense faz gol relâmpago e vence o Botafogo-PB no primeiro jogo das finais

Com a vitória por 1 a 0, o Campinense inverte a vantagem e pode empatar no Almeidão para ficar com o título estadual

Um Clássico Emoção bastante disputado marcou a primeira partida das finais do Campeonato Paraibano de 2018. No estádio Amigão, em Campina Grande, o Campinense marcou no início do jogo e abriu vantagem sobre o Botafogo-PB na decisão.

A Raposa começou a partida a todo vapor, e no primeiro ataque já conseguiu balançar as redes. Com um minuto e meio de jogo, Rafael Araújo cruzou da esquerda, Lula cortou mal e Tarcísio pegou a sobra para encher o pé esquerdo e estufar a rede de Saulo para abrir o placar no Amigão.

Empurrado por sua torcida, o Campinense mantinha o ritmo forte e quase ampliou aos 11 minutos. Após contra-ataque puxado em velocidade por Marcinho, ele passou para Muller Fernandes na esquerda e recebeu de volta na entrada da área, onde ajeitou o corpo e mandou colocado, no ângulo direito do arqueiro botafoguense, que fez bela defesa e mandou a bola para escanteio.

Mesmo em vantagem no marcador, o rubro-negro manteve tendo mais posse de bola e controle das ações ofensivas durante praticamente todo primeiro tempo. O Botafogo-PB parecia acuado e assutado em campo, errando muitos passes e sem conseguir acertar a marcação em nenhum momento, além de não conseguir criar ofensivamente, sem dar trabalho ao goleiro Jefferson nos primeiros 45 minutos.

Apenas em um lance de bola parada, aos 45, o Belo assustou. Marcos Aurélio cobrou falta da intermediária no canto esquerdo do arqueiro raposeiro e bateu na trave. Na sobra, a bola foi para o meio da área, mas a zaga afastou o perigo.

Segundo tempo

Se na primeira etapa o Campinense foi para cima cedo, na segunda, o Belo assustou logo no início. Já aos 2 minutos, Mazinho cobrou falta no ângulo direito de Jefferson, que subiu para espalmar a bola para a linha de fundo.

Aos 5, Marcos Aurélio achou Felipe Cordeiro na direita. O lateral botafoguense invadiu a área e bateu de pé direito, o goleiro rubro-negro bateu roupa, mas conseguiu mandar a bola para escanteio.

E era pressão do Botafogo-PB. No minuto seguinte, Carlos Renato cruzou pela esquerda, e pelota sobrou para Dico, que dirblou Rafael Araújo e mandou na área de novo, mas Rafael Jensen cortou na pequena área e a bola foi para fora mais uma vez.

A Raposa respondeu aos 13 minutos, e foi uma grande chance. A defesa botafoguense cochilou mais uma vez, e a bola sobrou para Tarcísio, que invadiu a área sozinho, mas chutou muito por cima da meta de Saulo.

Aos 22, nova boa oportunidade para o Campinense. Marcinho avançou pela meia esquerda e tocou para Jackinha, que invadiu a área e chutou de pé esquerdo, mas o goleiro botafoguense fechou bem o ângulo e evitou o segundo gol da Raposa.

O jogo ficou bastante corrido e as duas equipes buscavam ao ataque. E em uma cobrança de falta, aos 37 minutos, Alex Murici cobrou falta da intermediária com muito capricho. A bola ia no ângulo esquerdo de Saulo, mas o camisa 1 do Belo fez uma defesa magnífica para espalmar pela linha de fundo.

Com a vitória por 1 a 0, o Campinense inverte a vantagem e pode empatar no Almeidão para ficar com o título estadual. O Botafogo-PB precisa de uma vitória por qualquer placar para ser campeão.

Ficha técnica

Campinense 1 x 0 Botafogo-PB
Campeonato Paraibano de 2018 (1º jogo das finais)
Estádio: Amigão (Campina Grande)

Arbitragem: Francisco Carlos Nascimento (AL); Rondinelle dos Santos (AL) e Maxwell Rocha (AL)

Gol: Tarcísio (C)
Cartões amarelos: Alex Murici (C) Lula, Mazinho, Marcos Aurélio (B);

Campinense: Jefferson; Willian Goiano, Rafael Jensen, Rafael Araújo; Alex Murici (Berto), Felipe Macena, Neto, Marcinho, Jackinha; Tarcísio (Thiago Potiguar) e Muller Fernandes (Matheus Ortigoza). Técnico: Ruy Scarpino.

Botafogo-PB: Saulo; Felipe Cordeiro, Gladstone, Lula, Mazinho (Mário Sérgio); Rafael Jataí (Humberto), Rogério, Carlos Renato, Marcos Aurélio (Hiroshi); Dico e Nando. Técnico: Leston Júnior.

Voz da Torcida

Notícias relacionadas