Campinense confia no retrospecto para conquistar título do Paraibano 2008 - WSCOM

menu

Mais Esporte

11/05/2008


Campinense confia no retrospecto para

A final do Campeonato Paraibano deste ano colocará frente a frente dois dos maiores clubes do Estado. Não é à toa, portanto, que o confronto entre Treze e Campinense ganhou o rótulo de “Clássico dos Maiorais”. E quando o assunto é disputa direta pelo título, a Raposa tem larga vantagem sobre o Galo da Borborema.

Ao todo, o Campinense soma 15 conquistas. O detalhe é que o rubro-negro gosta de seqüências. Após conquistar o primeiro título da sua história, em 1960, a Raposa emplacou o recorde de títulos consecutivos no Estado: em 1965 o time sagrou-se hexacampeão paraibano e pode ostentar a faixa de que “Hexa é Luxo”. Isso porque seus adversários não chegaram nem perto de bater a marca.

O Botafogo com o tetracampeonato conquistado entre os anos de 1975 (dividido com o Treze) e 1977 foi quem chegou mais perto. Já o Treze, o máximo que conseguiu foi o tri nos anos de 1981, 1982 e 1983. O Campnense ainda tem um tetracampeonato em sua galeria (1971-1974).

Por falar nas conquistas do Galo, o alvinegro até que não fica muito atrás na soma dos títulos. Com treze conquistas, o clube pode diminuir para apenas um a diferença entre os rivais, se for campeão este ano. Porém, se for analisar o retrospecto, será bem difícil.

É que em 10 finais realizadas entre as equipes, o Campinense faturou o título em 9. Ou seja, pode chamar o adversário de freguês. A única decisão perdida para o Treze foi em 1966. Vale lembrar ainda que a Raposa, além dos 15 títulos, só chegou à final do certame em mais uma oportunidade, em 1998, quando perdeu para o Botafogo. Assim, o aproveitamento nas decisões é de 88,23%.

Por outro lado, pode-se dizer que o Treze está mais acostumado a decisões. Além das 13 oportunidades em que ficou com o título, o Galo decidiu o Paraibano outras 15 vezes. Ao todo são 28 finais, o que lhe confere um aproveitamento de 46,42%.

A maior seqüência de vices obtidas no Paraibano também pertence ao alvinegro. Justamente no Hexa do Campinense, entre 1961 e 1964.

A partir deste domingo, 11, os “Maiorais” iniciam mais uma disputa recheada de emoções em busca da retomada da hegemonia no Estado e o Campinense está na fila há mais tempo. O último título foi conquistado em 2004, em cima do Treze, enquanto que o Galo foi bicampeão nos anos de 2005 e 2006, contra Nacional de Patos e Botafogo.

Notícias relacionadas