Campeões e vice do Brasileiro Sub-21 de Vôlei de praia são da PB - WSCOM

menu

Mais Esporte

04/05/2008


Campeões e vice do Brasileiro

As cariocas Natasha e Amanda Maltez e os paraibanos Álvaro Filho e Vitor Felipe são os vencedores da primeira etapa da sexta edição do Campeonato Brasileiro Sub-21 de Vôlei de Praia, encerrada neste DOMINGO (04.05), no Centro de Desenvolvimento do Voleibol-Saquarema (CDV-S), no Rio de Janeiro.

Na decisão, Natasha/Amanda superou Fernanda Nunes/Patrícia (RJ), enquanto Álvaro/Vitor derrotou Josias/Waldir, também da Paraíba. Keila/Fabí (PB) e Cacau/Marcus (PE) completaram o pódio.

As duplas campeãs da primeira etapa da temporada acumulam 200 pontos no ranking da categoria. Ao final das quatro etapas da competição em 2008, a dupla que acumular mais pontos será a campeã brasileira Sub-21.

Esta parceria garantirá também lugar entre os atletas selecionados por uma comissão técnica para os treinamentos visando o Mundial da categoria, em setembro, na cidade de Brighton, na Inglaterra. A segunda etapa do Campeonato Brasileiro Sub-21 de Vôlei de Praia será realizada entre os dias 26 e 29 de junho, em João Pessoa (PB). Na seqüência, acontecerão mais duas etapas, em Maringá (PR) e Fortaleza (CE), respectivamente.

Natasha de 19 anos, que treina com a parceira Amanda, 18, no posto seis na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, comentou sobre o triunfo do time.

“Sabíamos de nossa capacidade. Desde o início do Campeonato, acreditamos que poderíamos chegar ao lugar mais alto do pódio, mesmo com a presença de adversários difíceis. No início de competição, sentimos a falta da Rejane (técnica), mas conseguimos superar a ausência dela com muito empenho”, diz Amanda. A ex-jogadora Rejane, uma das pioneiras do vôlei de praia nacional, e técnica da dupla campeã está disputando uma competição em Santos (SP).

Amanda Maltez traçou os objetivos da dupla para o resto da temporada 2008. “O pensamento é conquistar as etapas que vêm pela frente do Campeonato Brasileiro Sub-21 e também as do circuito estadual. Pensar grande é primordial. Manter a boa performance é o segredo para vitórias e títulos”, avalia.

Patrícia, da parceria vice-campeã, sonha em representar o Brasil no Campeonato Mundial Sub-19, que será realizado entre julho e agosto, na Holanda. “Desperdiçamos diversas oportunidades nesta decisão. Sendo assim, não conseguimos desenvolver nosso melhor jogo. O pensamento daqui para frente é treinar mais e mais. O importante é sempre aparecer no pódio e manter a regularidade. O grande desejo de 2008 é disputar o Mundial”, contou.

O JOGO – O primeiro set da final feminina foi disputado ponto a ponto do início ao fim. As parcerias se alternaram na frente do marcador, sem abrir grande vantagem. Em saque de Amanda Maltez e erro de recepção de Patrícia, o time fechou o set (18/16).

No segundo set, a dupla campeã teve mais tranqüilidade e sempre dominou o marcador, chegando a abrir cinco pontos no placar. Em uma bela cortada, Natasha encerrou o confronto e decretou a conquista da primeira etapa do Campeonato Brasileiro Sub-21 de Vôlei de Praia.

Álvaro e Vitor confirmam favoritismo – No torneio masculino, prevaleceu o favoritismo de Álvaro Filho/Vitor Felipe, dupla vice-campeã brasileira da categoria no ano passado e líder do ranking em 2008. Na decisão, eles superaram os conterrâneos Josias e Waldir por 2 sets a 0, parciais de 18/15 e 18/11.

Vitor, de 17 anos, atribuiu a conquista à dedicação da parceria. “Treinamos no limite para essa primeira etapa. Éramos tidos como favoritos, mas sempre respeitamos todos os adversários. Foi a vitória da humilde e da união. Para o restante da temporada, ainda temos muito a evoluir. O amadurecimento vem com o passar do tempo”, apontou.

Álvaro fez questão de agradecer o empenho da comissão técnica da dupla. “Temos muito a agradecer ao nosso técnico, Marcelão, ao preparador-físico, Rossini, e a toda equipe que trabalha duro conosco nas areias do Cabo Branco. São eles os responsáveis por este título”, comenta.

Apesar do vice-campeonato, Waldir não considerou boa a atuação da dupla no duelo final.“Jogamos mal. A partida da semifinal, no sábado, foi desgastante. Não entramos inteiros para a decisão. A parte física da parceria está evoluindo gradativamente. Mas, no geral, tivemos um retrospecto considerável ao longo do campeonato”, avalia.

O domínio da dupla campeã se deu do início ao fim do jogo. No primeiro set, aproveitando uma marcação eficiente de bloqueio, eles abriram 6/3 em um ataque para fora de Josias. A diferença chegou a cinco pontos, mais caiu para dois em 17/15, quando Waldir conseguiu um ponto de saque. Na jogada seguinte, Álvaro atacou na paralela e fechou em 18/15.

No segundo set, a dupla começou em ritmo ainda mais forte. Em um contra-ataque bem finalizado por Vitor, eles abriram 6/2. Com um ponto de bloqueio do mesmo jogador, a diferença foi para 16/7. Em uma largada de Álvaro, o título foi assegurado com 18/11.

Decisão do terceiro lugar – O terceiro lugar no feminino ficou com a paraibanas Keila e Fabí, que derrotaram Bruna Motta/Flávia (RJ) por 2 sets a 0, parciais de 18/15 e 18/14. A dupla, líder do ranking nacional da categoria, considerou a competição equilibrada. Keila, que treina na praia do Cabo Branco, em João Pessoa, dedicou o terceiro lugar aos amigos.

“Dedico esse terceiro lugar no pódio aos meus familiares e amigos, pois eles são as pessoas que sempre me apoiaram. Fabí eu nos dedicamos bastante nos treinamentos em João Pessoa visando a primeira etapa do Campeonato Brasileiro Sub-21. Portanto, nossa colocação foi merecida. Vi um campeonato marcado pelo equilíbrio”, destaca Keila.

Na decisão de terceiro lugar do torneio masculino, os pernambucanos Cacau e Marcus não precisaram entrar na quadra para garantir o direito de subir ao pódio. Contundido, Jefferson (RJ), parceiro de Gabriel Pereira (RJ), não pôde jogar, o que assegurou a terceira colocação à dupla de Pernambuco.

Cacau ficou satisfeito com o desempenho na primeira etapa da competição. “Nossa parceria é recente. Treinamos apenas 20 dias. Esse terceiro lugar foi excepcional. Foi como se tivesse sido primeiro. Daqui em diante, vamos melhorar ainda mais o entrosamento e procurar se manter entre as melhores duplas do país”, afirmou.

Notícias relacionadas