Câmara deve votar representações que recomendam cassação de Brant e Professor Lu - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

08/03/2006


Câmara deve votar representações que

A Câmara dos Deputados deve votar hoje as representações do Conselho de Ética que recomendam a cassação dos deputados Roberto Brant (PFL-MG) e Professor Luizinho (PT-SP) por quebra de decoro parlamentar. A sessão está prevista para as 16 horas.

A votação é secreta e por meio de cédulas. Caso cada representação seja aprovada por 257 dos 513 deputados, os parlamentares perderão os direitos políticos por oito anos. O relator do processo contra Roberto Brant é o deputado Nelson Trad (PMDB-MS). Já o autor do parecer sobre o processo contra Professor Luizinho é o deputado Pedro Canedo (PP-GO).

Tanto o parlamentar mineiro (Brant) quanto o paulista (Luizinho) foram citados no relatório preliminar conjunto das comissões mistas de inquérito dos Correios e da Compra de Votos (já encerrada) como beneficiário de recursos repassados pelo empresário Marcos Valério Fernandes de Souza. O publicitário mineiro é apontado como um dos operadores do suposto esquema de compra de votos de parlamentares da base aliada.

Correios – A Sub-relatoria dos Fundos de Pensão, da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, ouve hoje o empresário e doleiro paulista Lúcio Bolonha Funaro.

Dono da corretora Stocklos, Bolonha é suspeito de ter participado de operações lesivas a vários fundos de pensão. A tomada do depoimento ocorre às 10 horas, no Senado. Também serão ouvidos os representantes da corretora Cruzeiro do Sul Ângela Celeste de Almeida Costa, Luís Felipe Índio da Costa e Luiz Fernando Pinheiro de Carvalho; e da Brasil Central, Cláudio Roberto Seabra de Almeida.

No mesmo horário, a Sub-relatoria de Normas de Combate à Corrupção promove audiência com o professor da Universidade de Campinas (Unicamp) e presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Ethos, Bruno Speck. Ele vai ao Legislativo como convidado debater propostas de aprimoramento das ações de combate à corrupção.

À tarde, os trabalhos de investigação serão realizados pela Sub-relatoria de Contratos, também da CPMI. Os membros da comissão vão ouvir, a partir das 14 horas, os depoimentos de Kesia Maria do Nascimento, da Skymaster; de Luiz Carlos Scorsatto, dos Correios; e de Hélcio Aunhão, da Siemens. Logo depois, prestam esclarecimentos os representantes do grupo Beta-Promodal Marcelo Campos e Wellington Cavalcanti Santiago.

Bingos – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investiga a relação das casas de bingo com a lavagem de dinheiro e o crime organizado tomam hoje quatro novos depoimentos.

Serão ouvidos Francisco das Chagas Costa, Mauro Pereira Júnior, Marilene do Nascimento Falsarella e Paulo Antônio Henrique Negri.

Francisco é o motorista que teria prestado serviços a assessores da Prefeitura de Ribeirão Preto (SP), em Brasília. Mauro foi funcionário da prefeitura do município paulista na segunda gestão do então prefeito Antonio Palocci. Negri substituiu Mauro na prefeitura. Marilene é servidora pública da prefeitura há 22 anos e disse à Polícia Federal que havia irregularidades na contratação dos serviços da Leão&Leão.

A reunião começa às 11 horas no Senado.

Notícias relacionadas