'Braço direito' de Bin Laden ameaça novos ataques a Londres - WSCOM

menu

Internacional

04/08/2005


'Braço direito' de Bin Laden

Um alto líder da organização Al-Qaeda disse que Londres será alvo de novos ataques e que, caso isso aconteça, a culpa será do primeiro-ministro britânico, Tony Blair.

Em um vídeo divulgado pela rede de TV árabe Al-Jazeera, o egípcio Ayman al-Zawahri, considerado o braço direito do militante saudita Osama Bin Laden, disse que “Blair trouxe para vocês a destruição no centro de Londres, e vai trazer ainda mais, com a graça de Deus”.

Ele se referiu aos ataques de 7 de julho, no qual 56 pessoas morreram, e de 21 de julho, que não causou vítimas, contra o sistema de metrô e ônibus da capital britânica.

O governo Blair vem sendo alvo de críticas, segundo as quais suas políticas tornaram a Grã-Bretanha mais sujeita a ataques, mas o premiê diz que isso não é verdade.

Nesta quinta-feira, uma megaoperação policial foi implementada em Londres, com mais de 6 mil agentes garantindo a segurança na cidade no dia em que se completam quatro semanas dos ataques de 7 de julho e duas dos de 21 de julho.

Vietnã

Al-Zawahri apareceu no vídeo vestindo uma túnica branca e um turbante negro e ao lado de um rifle.

Ele também disse na gravação que os Estados Unidos vão sofrer horreres “que farão vocês esquecerem o que viram no Vietnã”, caso não mudem suas políticas atuais.

“O que vocês viram, ó americanos, em Nova York e Washington e as perdas que estão sofrendo no Afeganistão e no Iraque, apesar de todo o bloqueio à mídia, são apenas as casualidades dos choques iniciais”, afirmou Al-Zawahri.

“Aos países da aliança dos cruzados, nós oferecemos uma trégua, se deixarem a terra do Islã”, disse ele.

“O xeque Osama Bin Laden não os avisou que vocês não sonharão com segurança antes que haja segurança na Palestina e que todas as forças infiéis se retirem da terra de Maomé?”, afirmou o militante.

“Em vez de aceitarem a trégua, vocês fizeram correr sangue como rios em nossos países, e nós explodimos vulcões de ira em seus países.”

“Nossa mensagem é clara: vocês não estarão a salvo até que se retirem de nossas terras, parem de roubar nosso petróleo e nossa riqueza e parem de dar apoio a governantes corruptos”, disse Al-Zawahri.

A última vez em que Al-Zawahri apareceu em uma gravação de vídeo foi em junho, dizendo que os muçulmanos devem não se resumir a fazer protestos pacíficos, mas também usar da violência para conseguir seus objetivos.

Considera-se que ele seja o vice-líder da Al-Qaeda, abaixo de Bin Laden, e que esteja escondido em algum dos lados da região da fronteira do Paquistão com o Afeganistão.

Notícias relacionadas