Blog do WS: Romero mira a disputa de 2022 e corre riscos ao tentar se consolidar como principal liderança próxima de Bolsonaro - WSCOM

menu

Política

09/04/2019


Blog do WS: Romero mira a disputa de 2022 e corre riscos ao tentar se consolidar como principal liderança próxima de Bolsonaro

Foto: autor desconhecido.

Em novo texto publicado em seu blog ancorado no Portal WSCOM, o jornalista e analista político Walter Santos desvenda o mistério por trás da briga do deputado estadual Moacir Rodrigues e do deputado federal Julian Lemos, ambos do PSL.


Segundo WS, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) é o grande mentor por trás do litígio, pois, resolveu assumir o espólio do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Paraíba, além de Julian Lemos, que continua na presidência estadual do PSL.


LEIA MAIS: “GUERRA DE NOTAS”: Moacir Rodrigues defende eleições livres no PSL-PB e diz que Julian Lemos é “ditador”; deputado rebate e acusa Romero de querer tomar o partido

 

A aposta, segundo WS, o leva a correr riscos. Confira o texto abaixo:

 

Romero Rodrigues sai na frente para assumir Bolsonaro, comandar PSL e disputar Governo


Quem imaginava a briga entre o deputado federal Julian Lemos com o deputado estadual Moacir Rodrigues pelo comando do PSL na Paraíba como enfrentamento direto, nem de longe imagina, mas a causa e efeito desta queda-de-braço está longe de terminar porque por trás de tudo vive o projeto politico de futuro do prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande.

Com estilo mineirinho, calado mas ousado, Romero entrou no gosto e simpatia do presidente Jair Bolsonaro com tamanha repercussão que ele é, a dados se hoje, o prefeito de Interior mais prestigiado pelo chefe do executivo federal.

As provas são evidentes: em cem dias ele já recebeu a Primeira Dama, Michele Bolsonaro, esteve com o presidente no Palácio do.l Planalto sozinho, sem nenhum deputado federal ou senador paraibano e, em Campina, não faltam ministros dando as ordens para fortalecer sua gestão

Romero é esperto e já identificou que na conjuntura atual nenhum líder politico da Paraíba, nem mesmo Julian Lemos, tem prestigio com o presidente e seu filho Carlos como ele, por isso resolveu apostar no Capitão.

DE OLHO NO PALÁCIO

O prefeito campinense se consolidou na politica sem precisar mais ser um poste da familia Cunha Lima , como já fora. A prova está no resultado das eleições presidenciais em Campina, o que ampliou a simpatia do presidente.

Ele já sabe que a Oposição na Paraiba não tem nome, afora ele, para disputar o Governo. Senador José Maranhão, ex-senador Cássio Cunha Lima, prefeito Luciano Cartaxo, seu irmão secretário Lucélio e o vice-prefeito Manoel Junior – a dados de hoje, nenhum deles tem densidade eleitoral para enfrentar o PSB.

A SÍNTESE

Romero Rodrigues resolveu assumir o presidente Bolsonaro como seu maior representante na Paraiba. Trata-se de posição decisiva, corajosa e arriscada porque o Governo Federal em curso vive muitas conspirações e problemas internos podendo se desestabilizar.
Jogou todas as fichas à risco.


Portal WSCOM