Blog do WS analisa situação de Veneziano e possibilidade de permanência no MDB - WSCOM

menu

Política

28/02/2018


Blog do WS analisa situação de Veneziano e possibilidade de permanência no MDB

O jornalista e analista político Walter Santos comenta, nesta quarta-feira (28), sobre o momento político do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (MDB). Vené é pré-candidato a reeleição, e enquanto é cortejado por outros partidos, ainda pode disputar as eleições deste ano pela legenda liderada pelo senador José Maranhão (MDB).

Leia:

‘Veneziano Vital:  os desafios e possibilidades de futuro já

No tabuleiro político de 2018 e na cena especifica do Estado da Paraiba, entre os lideres políticos aptos a novos vôos e possibilidades concretas está o deputado federal Veneziano Vital, nome lembrado para reeleição na Câmara Federal e, mais recentemente, como opção do esquema do governador Ricardo Coutinho ao Senado Federal.

Nesta quarta-feira de chuvas localizadas no Interior, no decorrer destas data eis que o senador José Maranhão expôs foto ao lado de Vené como a intuir ou deixar transparecer de que há possibilidade de acordo e manutenção do deputado federal no MDB.

ANTES DO PARTIDO

Veneziano deve cumprir papel diferenciado em 2018 por conta de seu vinculo com Campina Grande na condição de maior contra-ponto ao grupo liderado pelo senador Cássio e é nome lembrado nas aferições de pesquisas em vários momentos.

Ora, se ele não se arvora a esse tamanho de disputa e passou a ser mencionado nas menções espontâneas fica evidente de que, se o governador Ricardo Coutinho, sair do tratamento contencioso e a conta gotas passando a investir forte em Vené certamente ele passa a ter chances de disputa e de vitória.

Não é tarefa fácil porque disputa com os senadores Cássio Cunha Lima e Raimundo Lira, mesmo assim se houver reforço estratégico por parte do PSB e de RC sem dúvidas ele entra no páreo com possibilidade.

Mas, no campo Situacionista, não há nome maior do que ele para a disputa senatorial levando em conta o componente República de Campina Grande.

A QUESTÃO PARTIDÁRIA

Vené está namorando com o PODEMOS – partido a lançar Alvaro Dias a presidente – e tem avançado muito na possibilidade de comandar o partido na Paraiba.

Seu problema não é só a idiossincrasias com o senador Maranhão, ao que parece superadas, mas a estrutura e tamanho partidário para enfrentar a disputa na Câmara e na Assembléia.

O deputado está na lista dos que devem deixar o MDB – mas em que qualquer hipótese se mantém com prospecção de disputar, no mínimo, a reeleição e, no máximo, o Senado.

LIRA TOPA SER SUPLENTE ?

Pode parecer uma provocação inepta e absurda, mas já há quem advogue essa composição, no nível do que acontecera da vez anterior com Lira sendo suplente de Vital Filho.

É evidente que o status e a vaidade não deixam o ético senador tratar desse contexto esquisito tratando como rebaixador, mas ninguém se assuste se algo não acontecer nesta direção, embora Lira seja candidato à reeleição com Cássio.

Mesmo assim fica o registro.’

 

Notícias relacionadas