Blog do WS analisa acirramento em disputa ao Senado na Paraíba - WSCOM

menu

Política

24/09/2018


Blog do WS analisa acirramento em disputa ao Senado na Paraíba

Foto: autor desconhecido.

O jornalista e analista político Walter Santos comenta, em novo texto, sobre o acirramento da disputa ao Senado Federal entre os candidatos na Paraíba.

Leia:

‘Paraíba: os fatos e movimentos se acumulam fazendo a disputa para o Senado ficar mais acirrada

Segunda-feira prenunciando que as duas próximas semanas serão agoniadas nos três níveis da disputa  – presidência, governo e Senado/Câmara/Assembleia – por se tratar de reta final de campanha. Aliás, a candidata ao Senado, Daniela Ribeiro, começou o tempo se queixando e denunciando ataques recebidos nas Redes Sociais.

É absurdo qualquer movimento agressivo contra candidatos ainda mais sendo uma candidata do nível de Daniella, por isso ele foi para cima querer conter possíveis agressões e de alguma forma até se vitimizar. Faz parte do processo.

 A BRIGA É MESMO POR VOTOS

Como dissemos, a semana começou com fatos novos a exemplo da viagem do senador Cássio Cunha Lima para assumir a presidência do Senado deixando dois dias preciosos com a pauta nacional sabendo -se que o bicho está pegando na busca de votos.

A rigor, há um elemento novo no processo chamado Ney Suassuna, que anda feroz e agindo para cima das principais lideranças dos municípios, que não só públicas buscando apoios para Veneziano.

Ney tem sido, conforme depoimentos de prefeitos, algo do tipo Trator para eleger Veneziano com ele passando a sonhar com a possibilidade de retornar ao Tapete Azul da felicidade.

RICARDO REFORÇA LUIZ

Na verdade, o governador trabalha para eleger seus dois candidatos ao Senado, mesmo assim pela identidade de histórias e lealdade de ambos ao longo dos tempos há um componente emocional forte a levar Ricardo a fazer de tudo para ver Luiz Couto senador.

É um capricho misturado com determinação para ver Vené também eleito e assim conseguir o sonho de derrotar Cássio – sua outra meta.

CÁSSIO E DANIELA REAGEM

O fato é que, independentemente de pesquisas, Cássio e Daniela agem para colocar os votos mesmo diante das intrigas porque a estratégia de carreira solo cada um cuidando de si é fatal.

Cássio mira o processo sabendo que a liderança é fator a merecer trabalho dobrado porque seus inimigos jogam duro para derrotá-lo. Por isso ate resolveu acenar para o pessoal de Bolsonaro já sabendo -se que este universo já era tendente a votar nele e Daniela.

ROBERTO E A CARREIRA SOLO

O ex-governador disputa o Senado com muitas dificuldades financeiras, mas resiste com seu histórico e a identidade com vínculo singular à candidatura de Zé Maranhão.

ESQUERDA VOLVER

No campo ideológico, o PSOL tem Nelson Júnior e Mangueira como seus candidatos de perfil esquerdista sem poupar os candidatos adversários aliados de Temer ou do Impeachment.

Não têm condições de vencer mas marcam posição.’