Blog de WS prevê PSC lançando Manoel Jr candidato ao Senado com Maranhão - WSCOM

menu

Política

09/05/2018


Blog de WS prevê PSC lançando Manoel Jr candidato ao Senado com Maranhão

Desistência de Dalton Gadelha fortalece possibilidade de Manoel Jr na majoritária com Zé

Foto: autor desconhecido.

A nova pedra política em fase de consolidação no tabuleiro de 2018 na Paraiba é a real projeção de que o PSC deve mesmo anunciar o vice-prefeito Manoel Júnior para disputar a vai a de senador na chapa de José Maranhão, sobretudo depois da desistência do médico Dalton Gadelha. O Blog de Walter Santos traz detalhes e suas consequências .

Eis, a seguir, o teor da análise do Blog:

Sem Dalton Gadelha, PSC afunila para apoiar Manoel Júnior como candidato ao Senado com Maranhão

A decisão particular do médico Dalton Gadelha de não querer, sob hipótese alguma, ser candidato ao Senado Federal como propôs o pre-candidato José Maranhão na sua chapa levou o PSC a ter que fechar a opção em torno do vice-prefeito Manoel Júnior para esta missão, embora ainda falte o partido em nível nacional bater o martelo.

Embora admita-se esta alternativa se faz importante lembrar que, se ela for consolidada como se presume, a partir de então há um efeito imediato, ou seja, Manoel Júnior não poderá mais assumir a Prefeitura de João Pessoa, caso haja alguma necessidade diante da ausência do prefeito Luciano Cartaxo.
Na prática, com este cenário, a hierarquia da sucessão recai sobre o presidente da Câmara Municipal, Vereador Marcos Vinicius.

O PAPEL DE MANOEL JR

E cedo para dimensionar o ex-deputado federal no jogo, mas se cara ele vai ter de se preparar para disputar com Cássio, Lira e Veneziano sabendo que se tratam de competidores com estrutura e calejo.

Mas, nem começou o jogo ele já se manifesta com habilidade atraindo prefeitos para seu apoio, como se deu recentemente com o prefeito de Santa Rita, Emerson Panta. Nas condições em que se encontra isto significa muito por não ter o aparato de outros.

Além do mais ele busca consolidar sua candidatura disposto a quebrar o retrovisor e até conviver, se for o caso, com antigos desafetos como o governador Ricardo Coutinho – isto em nome da defesa do Estado por quanto este é o papel do senador.

Em síntese, este é a nova pedra se consolidando no tabuleiro de 2018.

Notícias relacionadas