Blog de WS diz que Carneiro e Waldson expõem defesa de que licitação/bomba inexistiu. E agora? - WSCOM

menu

Política

10/02/2019


Blog de WS diz que Carneiro e Waldson expõem defesa de que licitação/bomba inexistiu. E agora?

Jornalista e analista politico, Walter Santos

O jornalista Walter Santos comenta em seu blog, neste domingo (10), a resposta governista a acusações que partiram do Ministério Público e repercutidas na imprensa. A licitação, alvo das denúncias, não existiu, segundo o Governo.

Leia:

‘Após denúncias, a contra-reação: Gilberto Carneiro e Waldson mostram que Licitação/bomba inexistiu. E agora?

Há mais de três semanas, precisamente, a Paraíba vem sendo bombardeada de sucessivas reportagens jornalisticas expondo áudios, fotos, textos, etc criando clima político de que auxiliares de Governo estariam sendo beneficiados com tramas e dinheiro a partir da gestão da OS e a Cruz Vermelha. O espetáculo forjado tenta e pune precipitadamente, mesmo diante de fatos novos a merecer abrigo imediato.

No fim-de-semana em curso, assessores de Governo e os Secretários Waldson Souza e Gilberto Carneiro resolveram atacar o problema buscando explicar com provas cada uma das denúncias formuladas, a partir da Rede Paraíba de Televisão reproduzindo ações do Ministério Público.

LICITAÇÃO/CAUSA INEXISTIU

O Procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro, tomou a iniciativa de em sua conta no Facebook pontuar de forma direta que o objeto principal das denúncias – uma licitação na saúde em 2012 – não se efetivou, inexistiu, portanto não se consumou como pretendido por empresário delator.

Ao que parece, é esta a causa / ira motivadora de toda uma série de gravações e denúncias sem efetivação do que pretendia o denunciante.

Conforme dados, esta é a síntese da defesa de Gilberto Carneiro, cuja mesma linha será empregada a partir desta segunda-feira por Waldson Souza.

Certamente que precisaremos acompanhar atentamente o desdobramento do caso, mas o argumento básico de defesa dos secretários de governo põe em xeque a acusação espetacularizada.

Ora, se a licitação inexistiu e Waldson trará um calhamaço de documentos para sustentar inexistência de negócios concretizados, em se confirmando a defesa com dados, quem vai pagar por isso?

PUNIÇÃO PRÉVIA

Há uma situação grave imputando, como em diversos casos nacionais, a punição antecipada a partir da super exposição causando a possibilidade de danos irreparáveis quando não se confirma o delito.

E agora, como fica a reputação e efeitos dos danos causados?

A FALA DO PROCURADOR

O Portal WSCOM trouxe matéria com o Procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro, revelando em sua conta do Facebook, que as denúncias veiculadas contra o Governo exibindo áudios são inconsistentes porque se tratam de abordagem sobre licitação inexistente, que não se concretizou.

Segundo ele, “na qualidade de Procurador Geral do Estado, sempre pautei minha atuação na defesa do interesse público, irrestritamente”.E acrescenta:

– O áudio editado e publicado, de forma seletiva e parcial, na imprensa, nos últimos dias, foi produzido em meados do ano 2012. Contudo, importante destacar que nunca houve a referida licitação, daí não decorrendo qualquer ilicitude.

Por fim diz que “Ilações ou manifestações deturpadas a respeito desse fato serão passíveis de medidas judiciais”.

ÚLTIMA

“Onde houver trevas/que eu leve a luz…”