Blog de WS: Azevêdo e Cartaxo enfrentam primeiros desafios na Era Bolsonaro com empréstimos de U$ 50 e 100 milhões - WSCOM

menu

Política

31/12/2018


Blog de WS: Azevêdo e Cartaxo enfrentam primeiros desafios na Era Bolsonaro com empréstimos de U$ 50 e 100 milhões

WS traz uma análise completa sobre os dois grandes empréstimos que contemplaram o Governo do Estado e a Prefeitura de João Pessoa.

Na imagem, o governador da Paraíba e o prefeito de João Pessoa

O Blog do publisher Walter Santos traz nessa segunda-feira (31) uma análise completa sobre os dois grandes empréstimos que contemplaram o Governo do Estado e a Prefeitura de João Pessoa.

 

Segundo WS, esses serão os primeiros grandes desafios para 2019 de um governo que inicia, João Azevêdo (PSB), e de um outro que já está na metade e depende diretamente do empréstimo para consolidar a sua gestão, Luciano Cartaxo (PV).

 

Clique aqui e confira também outras publicações do Blog de Walter Santos.

 

Confira a seguir o texto na íntegra:

 

Empréstimos de U$ 50 e 100 milhões do Banco Mundial e BID são os primeiros desafios de Azevêdo e Cartaxo em 2019

Poucos perceberam que, ao final do ano de 2018, dois importantes projetos do Governo do Estado e Prefeitura de João Pessoa ficaram para o ano seguinte, já começando nesta terça-feira de posses.

São duas ações que podem afetar muito o futuro das duas gestões, em especial a de João Pessoa, porque já vive da metade do mandato em diante e precisa de incremento para superar revezes.

O governador diplomado João Azevêdo, assim como o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, começam o ano diante do Governo Bolsonaro precisando consolidar dois importantes empréstimos do Banco Mundial e BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) na ordem de U$ 50 milhões e U$ 100 milhões voltados aos projetos Cooperar e Cidades Sustentáveis, respectivamente.

O QUE SIGNIFICA


Na prática, o futuro de Luciano depende muito deste empréstimo de U$ 100 milhões porque nos tempos de incertezas à frente não é possível vislumbrar dinheiro novo com as projeções de tantos cortes e confrontos.

Os recursos do BID estão aprovados pelo Senado e agora só dependem do humor do super ministro Paulo Guedes. Não é fácil garantir liberação antes do Carnaval.

Além do mais, a troca da equipe executiva do Projeto pela PMJP não soou bem junto aos diretores do BID, que investiram 5 anos formando essa mesma equipe trocada na fase se execução.

Há riscos.

JOÃO E O COOPERAR

Faz tempo que o Governo Temer sentou em cima do Projeto do BID de empréstimos no valor se U$ 50 milhões em retaliação ao governador Ricardo Coutinho, com aval de setores da Bancada Federal.

Em dezembro, eles resolveram sair de cima e agora o empréstimo depende do Senado, da Comissão Interina, e é possível ser aprovado para aguardar o humor de Paulo Guedes.

Eis os dois primeiros testes.