Blog de WS avalia desafios de Azevêdo frente às demandas dos demais Poderes - WSCOM

menu

Política

08/12/2018


Blog de WS avalia desafios de Azevêdo frente às demandas dos demais Poderes

Em novo Post, WS as demandas, em especial do Judiciário, a expor seu perfil como líder do Executivo, ainda tendo de conviver com limites orçamentários e melhor definição dos efeitos do Governo Bolsonaro

Na imagem o governador eleito da Paraíba, João Azevêdo

O Blog de Walter Santos traz neste sábado (8) uma nova avaliação sobre os desafios do Governo João Azevêdo (PSB) frente às demandas dos demais Poderes, em especial do Judiciário, a expor seu perfil como líder do Executivo, ainda tendo de conviver com limites orçamentários e melhor definição dos efeitos do Governo Bolsonaro.

Confira na íntegra o novo comentário:

Os desafios do Governo Azevêdo no campo econômico-social diante de restrições e a identidade ideológica

Anunciada a equipe com poucas mudanças em termos de nomes na composição, já é possível entender que o Governo João Azevêdo se identifica pelo componente da continuidade, portanto, em sintonia plena com o saldo do Governo Ricardo Coutinho.

Em que pese a identidade, Azevêdo está diante de diversos desafios porque agora não será mais tratado como executivo de projetos de RC, como foi até agora, por isso vai precisar enfrentar vários problemas, entre eles os limites orçamentários frente a tantas demandas e ainda as incertezas das políticas nacionais a partir da equipe anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro.

Há inegável intento federal de reduzir muitas políticas sociais diante de uma equipe sem histórico executivo já testado.

O fato é que o Governo Azevêdo será chamado a apontar caminhos para assegurar o equilíbrio fiscal, manutenção da receita via ICMS muito além do FPE, para ampliar os projetos prometidos em campanha na perspectiva de avanços reais.

DEMANDAS DE PODERES INTUEM CONFLITO

João Azevêdo já se depara com a realidade em torno do Executivo, de certa forma preocupante que é a demanda dos Poderes, em Especial do Judiciário e Ministério Público – os demais também – sem contar os movimentos dos servidores sempre buscando reajustar seis vencimentos.

A fala recente do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Márcio Murilo, expõe dado preocupante porque, segundo ele, há um entendimento no Judiciário de asfixia financeira sob alegação de que os números orçamentários deste ano remontam ao de 2015 – isto implica em ter de enfrentar a cobrança de ampliação diante da realidade de orçamento limitado.

POSTURA E PERFIL

Como o novo governador vai tratar tamanho questionamento? Seu inventor, RC, já saiu por aí afirmando que os Poderes precisam enfrentar a necessidade de cortes – algo fora de pauta, ao que parece.
Azevêdo tem estilo negociador, distinto de RC, mas vai ser chamado a conviver com a possibilidade de dizer não em horas difíceis.

Se é assim, questões como estas começarão a expor mais claramente o perfil do novo governador, até porque politicamente sua formação ideológica tem uma construção diferente de Ricardo,forjado nos movimentos sociais.

Em síntese, Azevêdo vai começar a enfrentar os desafios e os problemas normais da gestão pública.