Blog de Walter Santos analisa postura de RC diante da candidatura de Barbosa no PSB - WSCOM

menu

Política

20/04/2018


Blog de Walter Santos analisa postura de RC diante da candidatura de Barbosa no PSB

Governador da Paraiba com avaliação popular de 82% resiste na defesa de Lula e de candidatura progressista

Foto: autor desconhecido.

A primeira reunião da cúpula do PSB Nacional para apresentar o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, como provável candidato à presidência da República expôs a dicotomia entre o oportunismo partidário e a resistência de Base, a partir da manifestação do governador Ricardo Coutinho em dissonância à fórmula socialista na sucessão.

Como chefe do Executivo da Paraíba com melhor avaliação entre todos os governadores chegando ao patamar de 82% de aprovação, Ricardo deixou claro qur não engole a tática de cúpula do PSB de optar pelo messianismo em torno de Barbosa por ser negro e filho de Pobre, mas vencedor na vida como Ministro do PSB.

É que RC não apagou da memória, como fez a cúpula do PSB, que Joaquim Barbosa foi mesmo é o algoz da onda progressista conduzida por Lula/Dilma, mesmo nomeado pelo PT, preferindo e optando por Roberto Jeferson e condenando sem provas José Genoíno e José Dirceu.

Ele acha Barbosa responsável pela crise na Democracia brasileira.

A POSTURA DE RICARDO

Não há como negar que o governador da Paraíba se mantém no auge de uma performance distinta porque úne resultado da gestão efetivo com aprovação popular sem se afastar um milímetro de sua coerência politica e ideológica, ainda sem esconder seu lado em defesa de Lula, pois ontem, em Brasília, tratou o ex-presidente como “o maior Lider que este país teve”.

Aliás, quando indagado, disse que não sabia se Joaquim Barbosa será candidato.

CANDIDATURA E ALCKMIN

O governador defendeu, entretanto, que o PSB lance uma candidatura “em defesa da democracia” e contra atitudes que ele chamou de “fascistoides”.

Na entrevista, perguntado pelo site “ O Antagonista” sobre possibilidade de aliança com Geraldo Alckmin, ele respondeu: “Não existe.”

SALDO DA ÓPERA

Este é Ricardo, coerente com sua trajetória política e ideológica, longe do oportunismo socialista de Márcio França que tenta sobreviver como Governador biônico de São Paulo pegando carona em Alckmin na aliança sem nexo ideológico.
Aliás, na Paraiba, o PSB jamais poderá apoiar Alckmin porque quem faz isso é o arquiinimigo de Ricardo, o presidente interino do Senado, Cássio Cunha Lima.

Em síntese, Ricardo Coutinho pós água no chope do ex-ministro Joaquim Barbosa, mesmo sendo nome defendido pela cúpula do PSB. Dificilmente a postura impositiva do ex-ministro saberá conviver com o duro contraditório, por isso até admitiu não ser candidato.

UMAS & OUTRAS

…A deputada estadual Daniela Ribeiro garantiu ao Blog que não está disponível a ser a vice, como se especula. “Tenho um Projeto de mandato parlamentar como prioridades.

…A propósito, o mesmo dir-se-ia do seu irmão Aguinaldo Ribeiro na questão do Senado. Ele vai para a reeleição na Câmara Federal.

…Rodrigo Soares será mesmo candidato ao Senado pelo PT.

…Quem voltou ao batente empresarial foi Nelson Lira. Estava cuidando da saúde.

…O presidente da Assembléia Legislativa, Gervásio Maia, anda ocupado e sumido.

…Toda cúpula da Associação Folia de Rua anunciou no Whatsapp da entidade apoio aberto à candidatura de Lucélio Cartaxo, que já comandou o bloco “Picolé de Manga”.

ÚLTIMA

“Digas com quem andas/ que te direi quem és…”

Notícias relacionadas