Blair quer agilizar deportação de quem incitar extremismo - WSCOM

menu

Internacional

05/08/2005


Blair quer agilizar deportação de

O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair, disse nesta sexta-feira que quer que os poderes do Ministério do Interior sejam ampliados a fim de permitir que estrangeiros que incitem atos extremistas sejam deportados ou excluídos da Grã-Bretanha.

Em uma coletiva, Blair disse que os novos motivos para deportação vão incluir “a disseminação do ódio, a defesa da violência para avançar as crenças de uma pessoa ou a justificação ou a validação de tal violência”.

Pelas regras de funcionamento do governo britânico, as propostas precisam ser apreciadas e aprovadas pelo Legislativo, mas Blair disse que elas estarão sujeitas a um curto período de consultas, apenas um mês, e que o Parlamento pode ser chamado em setembro a sair do recesso para votar o plano.

Blair disse ainda que o governo britânico pretende elaborar uma lista de páginas na internet, livrarias e organizações extremistas. A idéia é que, se uma pessoa estiver associada a algum desses itens da lista, ela também poderia ser expulsa do país.

Notícias relacionadas