Bia Haddad chega à sua primeira decisão no WTA - WSCOM

menu

Mais Esporte

23/09/2017


Bia Haddad chega à sua primeira decisão

TÊNIS FEMININO

Foto: autor desconhecido.

 Derrotando a holandesa Richel Heogenkamp por 2 a 0 (6/1 e 7/6-6) neste sábado, Beatriz Haddad Maia classificou-se para a final do WTA de Seul, chegando pela primeira vez na carreira em uma decisão de um torneio da elite do circuito mundial de tênis. Com a campanha, a paulista de 21 anos também garantiu um salto de 13 posições no ranking e a entrada no top 60, passando a aparecer neste momento como a 58ª colocada.

 A tarefa derradeira na luta pelo título na Coreia do Sul, no entanto, não será nada fácil. Campeã do Roland Garros 2017, a letã Jelena Ostapenko (10ª) levou um susto no primeiro set, mas venceu de virada a tailandesa Luksika Kumkhum (155º) por 2 a 1 (3/6, 6/1 e 6/3) na outra semi e vai decidir a parada com a brasileira.

 – A Ostapenko vem fazendo um ano incrível, ela ganhou Roland Garros, está top 10. Estou confiante, acho que vai ser um jogo pegado. Vou tentar mexer ela o máximo que eu puder, ser agressiva nos momentos certos, ter paciência. Amanhã é entrar firme, usar minhas armas, bastante o meu saque e ver o que dá.

 Ligada desde os primeiros minutos de jogo, Bia quebrou o serviço de Heogenkamp logo no segundo game e conseguiu nova quebra em seguida, liquidando a parcial em 6/1 após conservar o seu saque. Com autoridade e intensidade, abriu 1 a 0 em apenas 31 minutos e dava um importante passo inicial rumo à decisão.

 Na pressão, Richel Heogenkamp começou muito forte o segundo set e derrubou o serviço de Bia logo no segundo game. A brasileira teve duas chances de devolver a quebra na sequência, mas acabou levando a virada. Contudo, correu atrás e deu o troco no sétimo game, quebrando o saque da holandesa e conservando o seu na sequência, deixando tudo igual em 4/4.

 A segunda parcial estava absolutamente aberta, tornando o desfecho imprevisível. As duas tenistas mantiveram seus saques até a igualdade em 6/6 e iniciaram a batalha no tie-break. O duelo seguiu com alternâncias de vantagens até finalmente Bia matar o jogo em 1h44 e carimbar pela primeira vez seu passaporte rumo a uma decisão de WTA.

 – Essa semana está sendo muito especial, nem preciso falar como estou feliz com essa primeira final! Venho fazendo jogos duros, em cada um deles me superando um pouquinho. Agora é só esperar para ver o que acontece amanhã.
 

Notícias relacionadas