BB vai seguir cláusulas da Fenaban em acordo com bancários - WSCOM

menu

Economia & Negócios

31/08/2005


BB vai seguir cláusulas da

O Banco do Brasil vai seguir as cláusulas negociadas pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) na convenção coletiva nacional dos bancários deste ano.

Sendo assim, o BB decidiu prorrogar todos os direitos dos funcionários enquanto durarem as negociações da campanha salarial de 2005.

Os bancários querem reajuste salarial de 11,77%. A minuta de reivindicações da categoria, entregue em 11 de agosto à Fenaban, contém 100 cláusulas econômicas e sociais, entre as quais uma participação maior nos lucros –um salário mais o valor fixo de R$ 788 acrescidos de 5% do lucro líquido distribuídos de forma linear entre os funcionários.

Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, no que se refere à participação nos lucros, o BB concordou com a distribuição mais linear para todos os bancários, valorizando os que ganham menos.

Para o presidente do sindicato, Luiz Cláudio Marcolino, esse é um “grande avanço”. “Estamos caminhando para a consolidação do acordo coletivo nacional”, disse.

Marcolino lembra, ainda, que o comando nacional dos bancários pretende buscar esse acordo para todos os trabalhadores do país. Na próxima semana, o comando deve se reunir com representantes da Caixa Econômica Federal.

A data-base da categoria é 1 de setembro. De acordo com dados do sindicato, no Brasil há cerca de 400 mil bancários. Em São Paulo, Osasco e região são 106 mil trabalhadores distribuídos em torno de 3 mil locais de trabalho.

No ano passado, os bancários receberam reajuste salarial que variou entre 8,5% e 12,77% (no piso salarial), contra uma inflação de 6,4%.

Notícias relacionadas