Banco de leite humano promove encontro sobre segurança alimentar e nutricional - WSCOM

menu

Saúde

21/05/2018


Banco de leite humano promove encontro sobre segurança alimentar e nutricional

Foto: autor desconhecido.

O Banco de Leite Humano Anita Cabral, que compõe a rede estadual de saúde, promove nesta terça-feira (22), às 8h30, em parceria com o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), encontro no qual serão discutidos a segurança alimentar e nutricional em uso de leite humano, além da criação do protocolo unificado de utilização do alimento em unidades neonatais. A ação acontecerá no auditório do hospital e marca o encerramento da VI Semana Estadual de Doação de Leite Materno, que foi iniciada na segunda-feira (14).

Na ocasião, participarão os representantes dos seis bancos de leite humano e 22 postos de coleta implantados por todo o Estado, a comissão de aleitamento materno do HULW, além da equipe multiprofissional da unidade de saúde, responsável pelos cuidados em neonatologia.

A diretora do Anita Cabral, Thaise Ribeiro, explica que, na última reunião ordinária da comissão de bancos de leite humano, ocorrida em dezembro do ano passado, ficou pactuada a necessidade de se discutir sobre os critérios de distribuição de leite humano nas unidades hospitalares, já que cada vez mais a equipe clínica vê a importância do uso de leite humano para todos os bebês que nascem nos hospitais e que por algum momento a mãe não pode prover a alimentação com seu próprio leite humano. “No entanto, os estoques de leite pasteurizado ainda não são suficientes para distribuição a todos que necessitam do alimento, sendo necessário o estabelecimento de critérios e a implantação de protocolos que organizem a distribuição em cada serviço”, destacou.

A diretora ainda acrescenta: “Ver cada vez mais a equipe clínica solicitando o uso de leite humano nas unidades hospitalares é um grande avanço em termos de valorização dos bancos de leite materno. Os momentos de discussão técnica são muito importantes para a rede, pois fortalece o trabalho, além de incentivar o uso correto e garantir a segurança do alimento pasteurizado”.

Thaise Ribeiro destaca que o HULW foi selecionado para sediar o encontro, pois possui um protocolo bem definido e já estabelecido com sucesso em sua rotina diária, além de incluir outras especificidades na clientela assistida, tais como neonatologia, além de ser referência para partos de mulheres portadoras de HIV e de alto risco.

Balanço – A Paraíba atualmente conta com seis bancos de leite humano e 22 postos de coleta, estrategicamente implantados nas regiões do Estado. Para o suporte técnico e coordenação geral, contam com o Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, em João Pessoa, anexo à Maternidade Frei Damião, que desde sua inauguração contribui para o fortalecimento e incentivo à prática da amamentação.

Rede de Serviços e situação do estoque de leite – A rede de bancos de leite da Paraíba conta atualmente com 350 doadoras e coleta mensalmente em média 400 litros de leite, o que dá para atender cerca de 600 receptores.

De acordo com Thaise Ribeiro, a quantidade ainda é insuficiente para atender a demanda. “É necessário o aumento da coleta, em torno de 200 litros, para atender todos os bebês que requeiram, transitoriamente, um apoio de complemento durante sua internação nas maternidades”, informou.

Ainda segundo a diretora do Anita Cabral, entre os meses de janeiro e abril deste ano, houve uma diminuição nas intenções de doações de leite humano para os bancos de leite, ocasionando uma queda considerável no estoque.

“A nossa grande preocupação é que essa queda se acentue consideravelmente nos feriados de São João e férias do meio do ano e venha a prejudicar, principalmente, o abastecimento nas unidades neonatais do estado”, ressaltou Thaise.

Doações – Para ser doadora é só procurar o banco ou posto de coleta de leite humano mais próximo, estar amamentando o filho, estar saudável e ter excesso de produção de leite. O serviço de Rota Domiciliar irá até a residência da doadora e entregará o Kit Doação (frascos de vidro esterilizado, luvas, gorro e máscara). Além disso, a equipe prestará todas as orientações necessárias para o correto armazenamento e ainda comparece semanalmente ao domicílio da mãe para coletar a doação.

Armazenamento – Se a mãe desejar guardar o leite imediatamente em casa, basta seguir algumas regras: lavar bem as mãos até os cotovelos com água e sabão, prender os cabelos, colocar um lenço sobre a boca (para evitar gotículas de saliva sobre o leite) e o vidro com tampa de plástico seco e já fervido por 15 minutos. Deve-se realizar a extração de leite dentro do vidro e desprezar os primeiros jatos. Após a retirada do leite, colocar o frasco fechado no congelador, no qual deverá ter a validade de 15 dias congelado.

Para a utilização do leite congelado deve-se descongelá-lo em banho maria a 40°C e usá-lo, imediatamente. A conservação do leite já descongelado só deverá ser feita pelas próximas 12 horas em refrigerador.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 3215-6047

Notícias relacionadas