OUÇA: Banco Cidadão ultrapassa R$ 44,7 milhões em investimentos na Paraíba - WSCOM

menu

Paraíba

03/04/2018


OUÇA: Banco Cidadão ultrapassa R$ 44,7 milhões em investimentos na Paraíba

“O Banco Cidadão bate um novo recorde e nós ficamos felizes porque é um programa que libera recursos sem a burocracia tradicional dos bancos"

Foto: autor desconhecido.

Através do Banco Cidadão, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realizou, na manhã desta terça-feira (3), a liberação de R$ 1.251.700,00 em microcrédito para 223 microempreendedores da Capital. Com mais estes contratos, a atual gestão supera a marca de R$ 44,7 milhões investidos na economia criativa da Capital, totalizando 10.115 microempresários beneficiados dentro do maior programa de microcrédito da história da Capital. Os recursos são utilizados para que eles possam investir no próprio negócio, para capital de giro ou compra de equipamentos.

“O Banco Cidadão bate um novo recorde e nós ficamos felizes porque é um programa que libera recursos sem a burocracia tradicional dos bancos, dando oportunidade para que as pessoas possam sustentar suas famílias e fortalecer a economia do município, gerando emprego e renda. O maior programa de microcrédito dá oportunidade para aquelas pessoas que têm vocação, que têm espírito empreendedor, para abrir um pequeno negócio ou ampliar”, declarou o prefeito.

Luciano Cartaxo ainda acrescentou que os números atingidos pelo Banco Cidadão se tornam ainda mais expressivos diante do cenário de dificuldades pelo qual passa a maioria das famílias brasileiras. “Chegamos a R$ 44,7 milhões investidos justamente no período de crise econômica, quando mais as pessoas precisavam de um suporte e apoio para superar e fazer girar a economia do município. Nós mantivemos a capacidade de investir e realizamos mais obras na cidade, mas ao mesmo tempo também contribuímos para que nosso povo tivesse direito a prosperar e buscar sua  autonomia financeira”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

Estes recursos chegam a costureiras, manicures, artesãos, comerciantes, cozinheiros, donos de lanchonetes e confecções, taxistas, entre outros microempreendedores que procuram voluntariamente o apoio do Banco Cidadão ou são captados pela unidade móvel da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda, em feiras e mercados. Eles passam por um acompanhamento e capacitação para que possam gerenciar melhor seus negócios, aumentar a renda e ainda gerar novos empregos.

O secretário adjunto da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda, José Gadelha Neto, explicou que os microempreendedores passam por diversas fases até receber os recursos para investir, o que garante a boa aplicação da verba e o melhoramento dos pequenos negócios. “As pessoas procuram nossa sede ou são captadas através do programa ‘Territórios Empreendedores’, no qual nossa base móvel vai aos bairros para chegar junto das pessoas que querem empreender. Ao se inscreverem, eles passam por três etapas, que são a capacitação, a criação do plano de negócio e a visita ao negócio, antes de receberem o microcrédito”, afirmou.

Uma das pessoas beneficiadas é Girlene Vital Costa Barbosa. Após anos trabalhando como costureira, ela buscou o apoio do Banco Cidadão para fazer seu trabalho com confecção prosperar. “Quero muito agradecer a oportunidade e dizer que esta é a primeira vez que tenho apoio do microcrédito, mas que vou fazer este recurso se multiplicar, focar no projeto que eu tinha e que agora será realidade”, declarou.

A partir da liberação dos recursos, há também uma equipe de pós-crédito que analisa periodicamente se as pessoas estão investindo corretamente os recursos. Como os juros são baixos, de apenas 0,9%, é importante que os microempreendedores beneficiados paguem as parcelas em dia para terem descontada a última prestação.

Notícias relacionadas