Azevedo vê equívoco do MPF e diz que bombeamento pode continuar com obras em barragens - WSCOM

menu

Política

08/03/2018


Azevedo vê equívoco do MPF e diz que bombeamento pode continuar com obras em barragens

Ele ainda citou um ‘equívoco’ do MPF, e afirmou que o Estado defenderá a continuidade da operação das bombas

Foto: autor desconhecido.

O secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, João Azevedo, declarou ao Portal WSCOM, nesta quinta-feira (8), que o bombeamento do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco não precisa ser suspenso para a continuidade das obras nas barragens de Poções e Camalaú, como entende o Ministério Público Federal (MPF), em pedido ao Ministério da Integração.

“O motivo que está levando o MP a pedir essa paralisação é para execução das obras que precisam ser concluídas nas duas barragens, e o nosso entendimento, do Governo do Estado, colocado para o DNOCS e para o Ministério da Integração é que não há necessidade de paralisação de bombeamento, você pode executar os serviços e continuar bombeando, a água continuar passando sem problema nenhum, é uma questão de engenharia”, disse.

Ele ainda citou um ‘equívoco’ do MPF, e afirmou que o Estado defenderá a continuidade da operação das bombas. Ainda segundo o secretário, não há risco de o Ministério da Integração suspender os serviços do Eixo Leste.

“Engenharia tem solução, talvez o Ministério [Público Federal] ache que tem que parar, mas existem alternativas técnicas que permitem a conclusão das obras. Acredito que não haverá possibilidade de paralisação, até porque deveremos ser chamados e ouvidos e colocar nosso entendimento”, defendeu.

Notícias relacionadas