Azevedo revela estratégia para conquistar J. Pessoa, se diz aberto ao PT e Lígia: “Estamos chegando com força" - WSCOM

menu

Política

23/06/2018


Azevedo revela estratégia para conquistar J. Pessoa, se diz aberto ao PT e Lígia: “Estamos chegando com força”

Foto: autor desconhecido.

O pré-candidato do PSB ao Governo, João Azevedo, tem ocupado os festejos juninos em viagens continuadas. Em Bananeiras, na véspera de São João, ele concedeu Entrevista Exclusiva ao Portal WSCOM quando avaliou a atual conjuntura, se diz “muito motivado” com o saldo das ações no Interior e agora parte para ocupar João Pessoa visando ampliar sua densidade eleitoral.

Eis a entrevista concedida ao multimídia Walter Santos:

WSCOM – Como o sr avalia este momento da pré-campanha?

Azevedo – Não poderia estar melhor porque sedimentamos uma estrutura sólida, ampla e forte.

WSCOM – Até que ponto e nível tudo isso se traduz em densidade eleitoral?

Azevedo – Estamos concluindo a fase de muitos apoios em todas as regiões do Estado. Nossos registros apontam para um saldo muito animador. Por exemplo: no Curimataú temos o apoio de 8 prefeitos e de dois vice-prefeitos. Agora mesmo, vamos consolidar a adesão da prefeita de Monteiro fechando a maioria das prefeituras do Cariri.

WSCOM – Isto se concretiza nas pesquisas?

Azevedo – Não há como deixar de se registrar nas pesquisas. Chegamos a esta fase da pré-campanha com o maior número de apoios de prefeitos, vices, vereadores e lideranças municipais. Esta é a pesquisa que nos leva a estarmos seguros de resultado positivo quando das eleições.

WSCOM – O sr. tem como concorrente Lucélio Cartaxo, irmão do prefeito Luciano Cartaxo, que lhe oferece uma base importante. Como e quando vai agir mais fortemente na Capital?

Azevedo – Chegou a hora de atuar com planejamento e melhor estrutura nesta fase, depois do dever-de-casa em todo o Interior. Estamos com tudo mapeado para agir com perspectiva de ampliar nossa base eleitoral. Aliás, não vamos só ocupar espaços, temos a melhor proposta e dispomos das condições de debater o futuro mostrando que já fizemos e fazemos pela população de minha cidade.

WSCOM – Mas é na Capital a estrutura maior do concorrente?

Azevedo – Vamos encará-la e vencê-la com nosso time e nossas propostas, as melhores para cidade. Sei que é lá a existência de milhares de comissionados nas ruas, mas temos como enfrentá-los para vencer. E vamos vencer.

WSCOM – Como anda o PT?

Azevedo – Um dos problemas para celebrar acordo com o PT é a quantidade de tendências porque quase sempre elas não unem. Temos a manifestação favorável de muitos do PT, mas veja o caso do deputado Frei Anastácio vetando o pré-candidato ao Senado, Veneziano Vital. Resultado, não fomos ao evento de apoio a todos da campanha. Em síntese, estamos conversando e vamos avançar.

WSCOM – E a relação com Lígia Feliciano?

Azevedo – Acho que ainda há tempo para uma recomposição. Eu acredito nisso.