Azevêdo garante mais concursos públicos na área da segurança - WSCOM

menu

Política

13/09/2018


Azevêdo garante mais concursos públicos na área da segurança

Foto: autor desconhecido.

Em encontro realizado na Adepdel (Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba), na última quarta-feira (12), o candidato ao Governo do Estado, João Azevêdo, discutiu a questões sobre segurança pública. Na ocasião foi apresentada uma proposta de reestruturação da Polícia Civil.

Steferson Gomes Nogueira Vieira, presidente da Adepdel, foi quem apresentou o projeto elaborado a partir de um minucioso estudo que mostra a real situação da Polícia Civil na Paraíba. Dentre os pontos, o delegado apontou a necessidade de realização de concurso público, o fortalecimento das delegacias distritais, de comarcas e da criação e fortalecimento de delegacias especializadas. Também foi discutido o atual modelo de integração, em que a Polícia Civil não dispõe de orçamento próprio, ao contrário da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, que gerem seus recursos.

O presidente da associação explicou que o projeto contou com a participação dos delegados e também foi feito com base em uma pesquisa em que a população pôde opinar sobre a segurança pública no Estado. “Este estudo é inédito no Brasil, já que é a primeira vez que uma associação elabora um plano de Segurança Pública, colocamos a situação em que a Polícia Civil se encontra atualmente em todo o Estado e apontamos caminhos para a melhoria”.

João Azevedo afirmou que a segurança vai ter prioridade: “Podem ter certeza de que a Adepdel será chamada para uma reunião com a secretaria e vamos tratar de cada ponto do projeto, dentro das limitações que o Estado tem. Vários pontos citados já estão dentro do nosso olhar, como a realização de concurso público”.

Quanto a infraestrutura tecnológica, o candidato colocou que com a fibra ótica, que existe hoje, já é possível interligar todos os órgãos da Administração Pública. “Não se admite de forma nenhuma que nós não tenhamos avançado de forma significativa nessa questão da base tecnológica. Nós vamos avançar”, concluiu.

Notícias relacionadas