Australianos se dizem furiosos com o árbitro - WSCOM

menu

Mais Esporte

19/06/2006


Australianos se dizem furiosos com

Frustrados com a derrota para a Seleção Brasileira, em jogo disputado neste domingo, em Munique, pela segunda rodada da Copa da Alemanha, os jogadores australianos encontraram um culpado. Segundo eles, a atuação do árbitro alemão Markus Merk foi decisiva.

“É frustrante entrar em campo, jogar tão bem contra os campeões mundiais e sair perdendo, quando deveríamos ter saído com alguma coisa“, disse Kewell aos repórteres, segundo informou a Agência Reuters. “Mas no final das contas ele apitou o jogo como queria e fez um bom trabalho. Você não pode reclamar porque ele é o juiz do dia. Foi uma partida dura para apitar”.

Outros jogadores, incluindo o capitão Mark Viduka, também desabafaram sua irritação com o árbitro. “O que eu posso dizer, o juiz está sempre certo, mesmo quando não está“, disse o defensor Vince Grella. “Mas não é por isso que perdemos. Nós os colocamos sob pressão mas não tiramos proveito disso”.

Para o lateral Scott Chipperfield, o placar final não foi um reflexo justo do jogo. Os australianos deram mais chutes a gol no primeiro tempo sem gols, mas sofreram um logo depois do intervalo, marcado por Adriano.

Desesperada para garantir um empate ou vencer o jogo, a Austrália jogou tudo que tinha contra o Brasil no resto da partida, mas só conseguiu sofrer um segundo gol, dessa vez de Fred.

“No geral acho que jogamos um bom futebol, mas quando você joga contra os grandes times às vezes as decisões não o favorecem“, disse Chipperfield.

A Austrália ainda pode se classificar para a segunda fase pela primeira vez se empatar ou bater a Croácia na quinta-feira. O defensor Lucas Neill disse que o desempenho do time até agora prova que eles alcançaram um alto nível.

“O futebol australiano sem dúvida atingiu seu ponto alto. Levamos mito tempo para chegar até aqui, mas podemos jogar com os melhores“, disse ele. “Temos que levar isso adiante. Não podemos simplesmente dizer que vencemos o Japão, demos trabalho ao Brasil e agora estamos fora. Temos que lutar agora, ir para a segunda fase e nos misturar com os outros grandes times”.