Auditoria e Perícia Ambiental se fortalecem na Paraíba e no NE - WSCOM

menu

Paraíba

05/06/2018


Auditoria e Perícia Ambiental se fortalecem na Paraíba e no NE

Boisbaudran Imperiano apresenta panorama atual para áreas de atuação

Foto: autor desconhecido.

No Nordeste, auditores e peritos ambientais têm diversos campos de trabalho. Muitas cidades da região e da Paraíba, de forma geral, estão desenvolvendo seus órgãos voltados ao meio ambiente, como secretarias, por exemplo. A argumentação é sustentada pelo coordenador da pós em Auditoria e Perícia Ambiental do Unipê, prof. Boisbaudran Imperiano.

“E precisam de profissionais qualificados com formação de gestores e/ou auditores e/ou peritos para integrar seus quadros”, afirmou o coordenador. Com isso em mente, Boisbaudran Imperiano apresentou como funciona o mercado de trabalho para cada profissional, seja auditor, seja perito.

Cenário para auditores ambientais

Na auditoria ambiental, uma das principais atuações será com as empresas que são obrigadas a ter licenciamento ambiental conforme a legislação. “Notadamente a Lei da Política Nacional de Meio Ambiente e a Resolução do CONAMA 237/1997”, colocou.

Hoje, aproximadamente 98% das empresas no mercado são obrigadas a ter a licença ambiental, afirmou o coordenador. Ainda, o auditor pode atuar na implantação de sistemas de gestão ambiental, sistemas integrados de gestão e códigos de conduta.

“Além das demais áreas da gestão ambiental que podem ser avaliadas por auditores internos e externos”, disse o coordenador. O campo de trabalho para o auditor e gestor ambiental se amplia para as consultorias, assessorias e auditorias, também. “Nesse universo, o mercado está carente de auditor ambiental com boa formação profissional”, afirmou o coordenador de Auditoria e Perícia Ambiental.

E como anda o mercado para peritos?

Realizar perícias para identificar danos ao meio ambiente provocados por ações antrópicas impactantes ao meio ambiente. Essa é a principal atuação do perito ambiental.

“As perícias, de um modo geral, podem ser classificadas em judiciais e/ou extrajudiciais”, disse o coordenador. “Isto é, serão feitas no âmbito do Poder Judiciário, dentro de um processo judicial, e/ou fora do âmbito do Poder Judiciário, realizadas pela livre escolha das pessoas físicas e/ou jurídicos particulares”, acrescentou.

Nesse sentido, o campo de trabalho é muito amplo, segundo Boisbaudran, desde que o profissional seja qualificado e bem capacitado.

Auditoria e Perícia Ambiental no Unipê

Trabalhos em grupoestudo dirigidos com apresentações de resultados“vídeo-debates”dinâmicas eapresentação de seminário. De acordo com Boisbaudran, essa é apenas uma parte do panorama das aulas que os profissionais têm no Unipê.

“Aulas são, em regra, expositivas e dialogadas com uso de data show e outros recursos audiovisuais”, comentou. As disciplinas do curso foram estruturadas para possibilitar a formação de uma visão crítica e interdisciplinar do meio ambiente. O objetivo é capacitar os futuros especialistas para atuarem nas ciências ambientais como gestores, auditores e/ou peritos. “Tendo uma visão holística do meio ambiente”, acrescentou Boisbaudran.

“A maioria das disciplinas ofertadas têm aulas de campo e/ou visitas técnicas como forma de estimular as alunas e os alunos a terem uma visão e vivência prática sobre o meio ambiente”, colocou.

Voltado para quem?

curso é voltado para diversos profissionais e tem recebido alunas e alunos com formações variadas. “Onde citamos egressos com as seguintes graduações: Biologia, Geografia, Ecologia, Química, Engenharia Química, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Agronomia, Arquitetura, Gestão Ambiental, Direito e Contabilidade”, elencou Boisbaudran.

“Na sua maioria, são profissionais que já atuam em suas áreas de formação que estão procurando se aperfeiçoar e aprofundar os conhecimentos nas áreas das ciências ambientais”, finalizou.

Mais informações podem ser encontradas no portal unipe.br/pos, onde também se encontram abertas as inscrições.

Notícias relacionadas