Atriz de 'Orange Is The New Black' acusa ator Geoffrey Rush de assédio - WSCOM

menu

Entretenimento

17/12/2018


Atriz de ‘Orange Is The New Black’ acusa ator Geoffrey Rush de assédio

Segundo a denúncia, a atriz diz que ele agiu de "maneira inapropriada" quando ambos estavam em cartaz com a peça teatral "The Diary of a Madman"

© Getty Images

Em entrevista ao jornal The New York Times, a atriz Yael Stone afirmou que o ator australiano Geoffrey Rush agiu de “maneira inapropriada” quando ambos estavam em cartaz com a peça teatral “The Diary of a Madman”, em 2010.

Segundo a atriz, que interpreta Lorna em “Orange Is The New Black”, o ator chegou a colocar um espelho debaixo dela enquanto ela tomava banho no camarim, dançou pelado na frente dela, enviou mensagens eróticas e chegou a tocar as costas dela de uma “forma muito sensual”.

 

Rush divulgou um comunicado afirmando que as queixas de Stone são “incorretas e em alguns casos completamente tiradas de seu contexto.”

 

Ele disse ainda que Yael ficou emburrada na ocasião pelo “entusiasmo espirituoso” que ele traz aos trabalhos.

 

Na entrevista ao jornal americano, ela conta que ambos dividiram o camarim e que os chuveiros eram contíguos. Em uma certa ocasião, lembra, notou um pequeno espelho de barbear implantado no box.

 

“Eu estava nessa zona limite entre ter de manejar essas situações desconfortáveis sem ofendê-lo”, disse. “Não considerei falar com ninguém a respeito. Ele era um astro enorme. O que fariam? Demitiram Geoffrey para me manter?”

 

Essa não é a primeira vez que Rush responde por denúncias do tipo. Em dezembro do ano passado, o ator de “Piratas do Caribe” e vencedor do Oscar por “Shine” pediu demissão da Academia de Cinema da Austrália, que presidia. A decisão foi tomada porque o intérprete de 67 anos teria praticado “condutas impróprias” enquanto trabalhava na Companhia de Teatro de Sydney.

 

Não há detalhes mais específicos sobre o que ele teria feito nem sobre quem é a vítima que o acusa, mas a imprensa australiana indicou que as queixas se referiam ao período em que Rush estava em cartaz com “Rei Lear”, entre 2015 e 2016. O ator negou as acusações.

 

“Desde o momento em que soube dos rumores de denúncia, falei imediatamente com a direção da Companhia de Teatro de Sydney pedindo um esclarecimento dos detalhes do comunicado. Eles se negaram a me dar detalhes”, disse, em comunicado divulgado pela rede ABC.

 

Rush é um premiado ator. Além do Oscar, já ganhou os prêmios Emmy (voltado à TV) e Tony (do teatro).

Com informações da Folhapress