Atrás do milésimo gol, Romário troca Vasco por 2ª liga dos EUA - WSCOM

menu

Mais Esporte

30/03/2006


Atrás do milésimo gol, Romário

A longa carreira do atacante Romário ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira, com o anúncio oficial da transferência do jogador do Vasco para o recém-criado clube norte-americano Miami FC.

Aos 40 anos, o atacante será o segundo jogador brasileiro na equipe que disputará uma nova liga de futebol na América do Norte, unindo-se ao meia Zinho, que como Romário conquistou a Copa do Mundo de 1994 nos Estados Unidos.

A nova liga é paralela ao campeonato mais importante dos Estados Unidos, a Major League Soccer (MLS).

“Nosso objetivo com o Miami é construir um time vitorioso em nível internacional. Hoje, com a contratação de Romário, damos um importante passo neste caminho”, afirmou o presidente do Miami, Julio Mariz, no site oficial da equipe.

A data da apresentação de Romário no novo clube não foi informada, mas a primeira partida do Miami será o amistoso do dia 16 de abril contra o Portmore United, da Jamaica. A estréia da equipe na United Soccer League (USL) — formada por times de EUA, Canadá e Porto Rico — será no dia 23, contra o Montreal Impact.

Romário foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2005 atuando pelo Vasco e ajudou a equipe a conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana. Neste ano ele lançou uma campanha em busca do milésimo gol na carreira e, com os 16 marcados neste temporada, somando amistosos e jogos oficiais, chegou aos 964, segundo listagem no site do Vasco.

Nos 28 jogos que fará pela temporada regular da USL, Romário deve se aproximar bastante de seu objetivo. Mas o presidente do Vasco, Eurico Miranda, deixou um alerta: “Quando fizer 35 tem que parar. Tenho certeza que o gol número 1.000 do Romário será feito com a camisa do Vasco aqui no estádio de São Januário.”

O anúncio da transferência do jogador aconteceu simultaneamente no site do clube norte-americano e numa coletiva de imprensa no Rio de Janeiro. O jogador, entretanto, surpreendeu ao não dar nenhuma declaração.

Notícias relacionadas