Ativistas são acusados de usar família de Jean Charles - WSCOM

menu

Internacional

25/08/2005


Ativistas são acusados de usar

Militantes de esquerda que lideram a campanha “Justiça para Jean” na Grã-Bretanha estão sendo acusados de explorar a tragédia do brasileiro morto numa estação de metrô em Londres no mês passado para impôr sua própria agenda política.

Nas duas entrevistas coletivas concedidas nos últimos dias pelo primo de Jean Charles de Menezes, Alessandro Pereira, único representante da família em Londres, os dois porta-vozes da campanha, que dizem defender os interesses da família do eletricista, permaneceram ao lado de Pereira o tempo todo.

Nos programas jornalísticos de vários canais de televisão britânicos, Assad Rehman e Yasmin Khan receberam muito mais espaço do que Pereira, já que o brasileiro não fala inglês fluentemente.

Notícias relacionadas