Ataque a mesquita xiita mata 11 em Bagdá - WSCOM

menu

Internacional

16/06/2006


Ataque a mesquita xiita mata

Pelo menos 11 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas em um ataque suicida em uma das principais mesquitas xiitas de Bagdá, no Iraque, nesta sexta-feira.

Foi o maior atentado na cidade desde que foram adotadas novas medidas de segurança, na última quarta-feira, com o posicionamento de milhares de soldados nas ruas e a proibição da circulação de carros às sextas-feiras, dia de orações para os muçulmanos.

O líder xiita Jalal Al-Din Al-Saheer, um dos principais representantes da comunidade no Parlamento, disse à BBC que acredita ter sido o alvo do atentado.

Ele atribuiu o ataque a membros da rede Al-Qaeda, cujo líder no Iraque, Abu Musab Al-Zarqawi, foi morto na semana passada.

Disfarces

A mesquita de Baratha, no norte da capital iraquiana, já tinha sido palco de outro ataque, em abril, quando cerca de 90 pessoas morreram.

Na época, suspeitou-se que os homens-bomba entraram na mesquita vestidos como mulheres.

Agora, segundo uma fonte da segurança iraquiana, em declaração à agência de notícias France Presse, a polícia está investigando se teria acontecido algo semelhante.

Ainda nesta sexta-feira, duas pessoas morreram atingidas por morteiros disparados em outro bairro ao norte de Bagdá.

Na quinta-feira, uma bomba colocada em um carro estacionado explodiu no sudoeste da cidade, matando pelo menos três civis e ferindo outros 14.

Na cidade de Baquba, atiradores mataram dez trabalhadores que viajavam em um ônibus.

Notícias relacionadas