ASSISTA: Ativistas ambientais denunciam matança de Tartarugas na Praia do Bessa, em João Pessoa - WSCOM

menu

Paraíba

11/03/2019


ASSISTA: Ativistas ambientais denunciam matança de Tartarugas na Praia do Bessa, em João Pessoa

O caso aconteceu neste domingo (11), nos corais da praia do Bessa, em João Pessoa.

Imagem reprodução/Whatsapp

Ativistas ambientais de João Pessoa denunciaram a matança de sete tartarugas, presas numa rede de pesca, nos corais da praia do Bessa, neste domingo (11). A bióloga e professora Andréa Bezerra Cavalcanti considera inaceitável atitudes como a registrada neste fim-de-semana.

 

Segundo ela, os Corais do Bessa foram determinados como Unidade de Conservação (UC) de proteção integral (onde a pesca deve ser proibida), inserida na recém decretada Área de Proteção Ambiental Naufrágio Queimado, de extensão de 422,69 km². UC’s são áreas protegidas por órgãos governamentais e visam a conservação da biodiversidade.

 

Conforme observou, a pesca artesanal é sustentável e de baixo impacto na biodiversidade, desde que tenha determinado limite de captura. Uma rede “esquecida” na água pode provocar capturas acessórias, matando indiscriminadamente, incluindo animais em risco de extinção. A rede possivelmente foi perdida ou propositalmente deixada para subsequente coleta, o que pode ser considerado crime contra a fauna.

 

“Os Corais do Bessa são famosos pela beleza cênica e piscinas naturais, muito apreciados por turistas e esportistas. São, sobretudo, essenciais ao equilíbrio ecológico aquático paraibano e garantia da recomposição dos estoques naturais”, disse.

 

Funcionam como ilhas de diversidade, banco genético, berçário, área de alimentação, reprodução e abrigo para muitas espécies, em algum estágio do desenvolvimento, de modo que torna inadiável um plano de manejo, educação ambiental e fiscalização mais eficazes, completou.

AMBIENTALISTAS COBRAM MEDIDAS DA JUSTIÇA, ASSISTA: