Assaltante do Superbox Brasil morre no Trauma - WSCOM

menu

Policial

09/03/2006


Assaltante do Superbox Brasil morre

O assaltante Moisés Marcelino de Alencar, 26 anos, morreu na manhã desta quarta (8), no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. Na noite do dia 5 de fevereiro, juntamente com mais cinco comparsas, Moisés assaltou o SuperBox Brasil, localizado na bairro do Bessa, e foi ferido na troca de tiros com um policial que chegava ao local no momento da fuga dos criminosos.

Quando os assaltantes fugiam, roubando R$ 100 mil entre dinheiro e cheques, o cabo-PM João Augustinho Pontes Filho, 47 anos, chegava ao local e tentou evitar a fuga dos ladrões. O policial trocou tiros com eles e ficou ferido. Dois dos seis assaltantes também foram atingidos pelos tiros.

Os outros quatro bandidos fugiram levando os R$ 100 mil e levaram seus comparsas feridos para o Hospital de Trauma. Um deles morreu quando era socorrido e permaneceu sem identificação na câmara frigorífica do Departamento de Medicina Legal (DML). Moisés ficou internado no hospital e morreu na manhã de ontem.

Já o cabo Pontes, que recebeu três tiros, foi socorrido por companheiros para o Trauma, onde foi operado, e conseguiu sobreviver.

O assaltante Moisés que foi preso em flagrante passou 32 dias internados custodiado por policiais militares em uma das enfermarias, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos recebidos e morreu. O cadáver foi removido para o DML, onde na tarde desta quarta foi necropsiado pelo médico legista Aroldo de Souza Rique.

Notícias relacionadas