Arrecadação de impostos cresce 12,5% nos primeiros quatro meses do ano - WSCOM

menu

Economia & Negócios

21/05/2008


Arrecadação de impostos cresce 12,5%

A arrecadação federal de impostos e tributos fechou os primeiros quatro meses do ano em R$ 223,2 bilhões. O resultado representa uma alta de 12,56% sobre o mesmo período do ano passado, informou a Receita Federal nesta quarta-feira.

O imposto que mais subiu foi o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), alvo de elevação em algumas de suas alíquotas no início do ano como forma de compensar as perdas com o fim da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).

Foram R$ 6,2 bilhões para os cofres públicos, aumento de 146% em relação ao primeiro quadrimestre de 2007. A maior parte desse valor veio da tributação das operações de crédito com pessoas físicas, que passaram a ser tributadas em janeiro deste ano.

Em termos absolutos, o aumento foi puxado pela arrecadação das empresas. O IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) renderam, respectivamente, R$ 33 bilhões (+23,4%) e R$ 15,7 bilhões (+22,4%) para o governo.

A Receita vem atribuindo esses números à alta lucratividade das empresas e bancos no último trimestre de 2007, que se refletiu na arrecadação no início deste ano, principalmente no mês de janeiro. Vale lembrar que a alíquota da CSLL sobre os bancos também subiu para compensar as perdas com o fim da CPMF.

O IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) cresceu 21,5% no quadrimestre e somou R$ 5,4 bilhões. Por fim, as receitas previdenciárias cresceram 13,35%, para R$ 52,7 bilhões.

Em abril, a arrecadação atingiu R$ 59,574 bilhões, com alta de 11,44% na comparação com abril de 2007.

Notícias relacionadas