Após três meses, mulher de Shaolin ainda mantém esperança; 'Só volto pra casa co - WSCOM

menu

Paraíba

18/04/2011


Mulher de Shaolin demonstra esperança

três meses

Foto: autor desconhecido.

Três meses depois de ter sofrido um grave acidente de carro em Campina Grande (PB), o humorista Shaolin continua internado em estado grave e ainda está em coma no Hospital das Clínicas, na zona oeste de São Paulo. A informação foi confirmada ao R7 pela assessoria de imprensa da instituição.

Nesses 87 dias, sem evolução do quadro de saúde, a mulher de Shaolin, Maria Laudicéia Veloso, contou à reportagem como tem vivido esse momento difícil.

– Tenho muita esperança. Só volto para casa com ele junto e bem. Enquanto isso, fico aqui ao lado dele. Venho ao hospital todos os dias. Ligo para casa todos os dias para falar com a mãe dele, com os irmãos, para dar notícias. De lá, eles me ligam para saber se estamos bem.

Apesar de perceber que o batimento cardíaco de Shaolin se altera todas as vezes que conversa com ele, Maria Laudicéia disse que, segundo os médicos, isso é “algo normal para quem está em uma situação como a dele”.

– Não há previsão para ele sair do coma. Os médicos dizem que eu tenho que ter paciência, porque é imprevisível. Clinicamente, ele está bem, mas neurologicamente não tem reação.

Além do apoio familiar e dos amigos, Maria tem contado com o apoio carinhoso de fãs do humorista Brasil a fora.

– Recebo centenas de e-mails com mensagens todos os dias. Não consigo nem responder todo mundo. Fico feliz em saber que ele está sendo lembrado. Esses gestos contribuem de forma muito positiva para recuperação dele, já que temos uma corrente de oração.

Investigação

No 20 de janeiro, o motorista envolvido no acidente com Shaolin, Jobson Clemente Benício, de 23 anos, apresentou-se à delegacia da Polícia Rodoviária Federal da cidade paraibana. O inspetor responsável pela unidade ouviu o motorista que, em seguida, foi liberado.

Humorista sofre grave acidente

Desde o acidente, já foram ouvidos policias rodoviários federais; médicos do Samu, que prestaram os primeiros atendimentos ao humorista; pessoas da comunidade local, que presenciaram o ocorrido, segundo informou ao R7 o advogado da família de Shaolin, Rodrigo Felinto.

Ainda de acordo com o advogado, a delegada responsável pelo caso pediu mais prazo ao Ministério Público, pois ainda faltam duas ou três testemunhas prestarem depoimento, além da documentação com o quadro clínico do humorista do hospital em que ele deu entrada logo após o acidente.

Assim que tudo estiver anexado ao inquérito, o Ministério Público julgará se acusa ou não o motorista do caminhão como réu no crime de lesão corporal na direção de veículo automotor, previsto no Código de Trânsito Brasileiro.

O acidente

Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, ficou gravemente ferido em um acidente na BR-230, na região de Mutirão, em Campina Grande (PB), no dia 18 de janeiro. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o comediante dirigia no sentido São José da Mata quando um caminhão, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo do artista.

Em depoimento à Polícia Rodoviária Federal da Paraíba, o motorista do caminhão que se envolveu no acidente com o humorista disse que foi Shaolin quem provocou a batida.

O comediante da Rede Record deu entrada no pronto-socorro do Hospital das Clínicas de São Paulo na madrugada do dia 21, após ter passado por cirurgias para conter o traumatismo craniano e uma fratura exposta no membro superior esquerdo.

No começo de fevereiro, ele teve o braço esquerdo operado, porque perdeu musculatura e massa óssea no acidente. Os médicos retiraram uma parte externa da coxa do artista e a colocaram no braço. A cirurgia faz parte do processo de restauração do membro superior.

No decorrer deste tempo de internação, Shaolin fez exames que mostraram que ele não teve perda auditiva tampouco visual. Mas, segundo os médicos, nenhum exame é conclusivo até que ele saia do coma.

Notícias relacionadas