Após 'susto', brasileiro já orbita em torno da Terra - WSCOM

menu

Internacional

30/03/2006


Após 'susto', brasileiro já orbita

O Centro de Controle de Vôos Espaciais (CCVE) da Rússia informou hoje que teve problemas de comunicação com a nave Soyuz TMSA-8, na qual viajam o tenente-coronel brasileiro Marcos Pontes e astronautas da Rússia e dos Estados Unidos rumo à Estação Espacial Internacional (ISS). Porém o chefe do programa de vôos do CCVE, Vladimir Solovióv, explicou à agência Itar-Tass que estes problemas não interferiram no vôo da Soyuz, que está obedecendo ao cronograma estabelecido e agora mantém normalmente as comunicações com a base na Terra.

“Infelizmente, na fase de separação e do vôo autônomo, surgiram problemas em alguns canais de comunicação e tivemos de trabalhar de uma forma um pouco complicada”, disse Solovióv.

O funcionário explicou que os problemas ocorreram em unidades em terra que não recebiam da Soyuz informações de telemetria relacionadas com o funcionamento de parâmetros de vôo da nave.

“Sempre estivemos em contato com a nave, e os especialistas superaram os problemas. Agora tudo anda bem”, ressaltou.

A Soyuz TMSA-8 entrou em órbita às 2h39 GMT desta quinta-feira (23h39 de quarta-feira em Brasília), 9 minutos após ser lançada no Cazaquistão. O foguete Soyuz FG pôs em órbita a nave a mais de 200 km de altitude, com Marcos Pontes, o russo Pavel Vinogradov e o americano Jeffrey Williams a bordo. Os três chegarão em dois dias à ISS, único complexo orbital construído desde o desaparecimento da estação MIR, em 2001.

Vinográdov e Williams ficarão na ISS por pelo menos seis meses, e Pontes após oito dias voltará à Terra na nave russa Soyuz TMA-7.

Notícias relacionadas