Após sessão na Assembléia, vigília da PM continua; deputado deve intermediar diá - WSCOM

menu

Paraíba

28/03/2006


Após sessão na Assembléia, vigília

Continua a vigília dos policiais militares na Praça dos Três Poderes. Após sessão especial na Assembléia Legislativa, na tarde desta terça-feira, 28, o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos (ASSPOM), sargento Marcílio Braz, informou, ao Portal WSCOM, que o deputado Gilvan Freire se comprometeu em intermediar o diálogo com o Governo estadual.

“A vigília continua até pronunciamento oficial do Governo. O deputado Gilvan Freire afirmou que até o final da tarde, já teríamos uma posição”, afirmou.

Já são quase mil e 200 PMs acampados no centro da capital para pressionar Governo do Estado a reajustar salários. Eles não aceitam percentual de 5%, anunciado semana passada pelo governador Cássio Cunha Lima. Os oficiais reivindicam o cumprimento do escalonamento vertical, espécie de plano de cargo e carreira dos militares.

“A corporação se recusou a assumir o serviço para se solidarizar e fortalecer a mobilização dos colegas que se encontram na praça, desde ontem, em busca do escalonamento”, enfatiza Marcílio Braz.

Ele antecipou que os oficiais estão dispostos a abrir mão do aumento de 5%, que entra em vigor a partir de 1º abril em troca do escalonamento. “Uma vergonhosa margem percentual de 5% que vamos receber em abril”, completa.

O escalonamento vertical prevê um reajuste em torno de 19% que deve ser acrescido automaticamente ao salário de cada policial, conforme sua patente, sempre que houver reajuste do salário mínimo.

Notícias relacionadas