Após polêmica, Kepa pede desculpas ao técnico do Chelsea - WSCOM

menu

Futebol

25/02/2019


Após polêmica, Kepa pede desculpas ao técnico do Chelsea

Goleiro do Chelsea se recusou a ser substituído pelo técnico Maurizio Sarri

© Getty Images

Um dia depois de um momento, no mínimo, embaraçoso na decisão da Copa da Liga Inglesa contra o Manchester City, o goleiro Kepa usou suas redes sociais nesta segunda-feira para pedir desculpas a todos no Chelsea, principalmente ao técnico italiano Maurizio Sarri, por ter se recusado a ser substituído pouco antes do final da prorrogação. O espanhol se recusou a sair de campo para a entrada do argentino Caballero depois de aparentemente ter se lesionado.

Após o empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, na final disputada no estádio de Wembley, em Londres, o Chelsea foi derrotado pelo Manchester City na disputa por pênaltis por 3 a 2. O goleiro até conseguiu defender uma cobrança, mas os brasileiros Jorginho (naturalizado italiano) e David Luiz desperdiçaram as suas cobranças.

 

“Chateados e tristes por não conseguirmos levar o título, nós lutamos até o final contra uma grande equipe. Seguiremos trabalhando para sermos mais fortes”, escreveu Kepa no início de seu texto no Instagram.

 

“Também gostaria de deixar claro algo sobre o jogo. Em primeiro lugar, lamento a forma como foi a final da prorrogação. Quero dizer que em nenhum momento foi a minha intenção desobedecer o técnico ou nenhuma de suas decisões. Acho que foi tudo um mal-entendido no calor de uma parte final de um jogo que valia título. O treinador achou que eu não estava em condições de seguir ajudando a equipe, enquanto a equipe médica que havia me atendido chegava ao banco para dar a mensagem. Lamento novamente a imagem que foi projetada, não sendo em nenhum caso a minha intenção dar essa imagem. Peço desculpas”, completou.

 

Sobre a partida, Kepa defendeu que “o Chelsea se apresentou em um bom nível frente a uma das equipes mais fortes do mundo. O goleiro lamentou muito a derrota na final, mas mostrou otimismo para o futuro. “De todas as coisas negativas, temos que pensar nas positivas”, afirmou.