Após liminar do Estado, MPT pede reconsideração e manutenção da interdição do IPC na 3ª Vara do Trabalho - WSCOM

menu

Paraíba

16/03/2018


Após liminar do Estado, MPT pede reconsideração e manutenção da interdição do IPC na 3ª Vara do Trabalho

Foto: autor desconhecido.

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba – por meio do procurador do Trabalho Eduardo Varandas – encaminhou, nessa quinta-feira (15), um pedido de reconsideração à 3ª Vara do Trabalho de João Pessoa, em face da decisão proferida pelo juízo, determinando, por meio de liminar, a reabertura do Instituto de Polícia Científica (IPC), em João Pessoa.

No documento, o procurador cita o relatório preliminar do Ministério do Trabalho, que deu suporte à interdição de toda a estrutura física do IPC-PB, apontando graves irregularidades.

“No Setor de ‘necropsia especial’: Vazamento e acúmulo de fluidos corporais de cadáveres no piso, inclusive em áreas de circulação; acondicionamento inadequado de lixo biológico; peças destinadas a exames laboratoriais expostas e acondicionadas em recipientes inapropriados; presença de moscas e baratas; instalações de esgoto danificadas – ralos abertos, tampas de caixas de passagem avariadas, tubulações quebradas e com vazamento; bancadas e pias sujas; sacos plásticos inadequados sendo usados em depósitos de lixo biológico”, cita trecho do pedido de reconsideração contendo 27 páginas, fazendo um relato resumido da investigação e das irregularidades detectadas nos diversos setores, solicitando a manutenção da interdição do IPC.