Após denúncias, Palocci convoca coletiva para este domingo - WSCOM

menu

Política

20/08/2005


Após denúncias, Palocci convoca coletiva

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, dará uma entrevista coletiva à imprensa ao meio-dia deste domingo, no Ministério da Fazenda. A assessoria de Palocci informou que o ministro ficará à disposição para responder perguntas sobre as denúncias que surgiram nos últimos dias envolvendo seu nome.

Nesta manhã, Palocci recebeu em sua casa, no Lago Sul de Brasília, sua equipe de assessoria de imprensa. Ele está reunido com a família.

O advogado e então assessor do ministro da Fazenda Antonio Palocci –quando ele ainda era prefeito de Ribeirão Preto (314 km de SP)–, Rogério Tadeu Buratti, afirmou nesta sexta-feira que a campanha presidencial de Lula de 2002 recebeu dinheiro dos bingos.

Buratti disse ainda ao Ministério Público de São Paulo que o então prefeito Palocci recebia R$ 50 mil por mês da empresa Leão Leão, responsável pela coleta de lixo na cidade. Em nota, o ministro da Fazenda negou ter recebido o dinheiro e criticou a divulgação das informações.

O advogado foi preso na última quarta-feira acusado de crime de lavagem de dinheiro e tentativa de destruição de documento, mas nesta sexta-feira, depois de conseguir o benefício da delação premiada, prestou depoimento e foi liberado.

Palocci –que participou ontem da reunião do conselho de administração da Petrobras, no Rio– voltou para Brasília, onde se manteve em silêncio.

Após as denúncias de Buratti, a assessoria de Palocci divulgou uma nota oficial negando que o ministro tenha recebido dinheiro das empresas de lixo e criticando a divulgação das informações.

Ontem à tarde, Palocci recebeu a visita do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Segundo a assessoria Thomaz Bastos, o objetivo da visita foi “dar um abraço de solidariedade” em Palocci.

Notícias relacionadas