Após bloquear várias ONGs, ministro diz que só recebe ‘ambientalistas sérios' - WSCOM

menu

Política

06/02/2019


Após bloquear várias ONGs, ministro diz que só recebe ‘ambientalistas sérios’

Critérios de Ricardo Salles incluem agendamento de reuniões e regras de comportamento.

Foto: © Maurício Garcia de Souza

Ricardo Salles está em um relacionamento complicado com as ONGs ambientalistas. O ministro do Meio Ambiente bloqueou da sua conta pessoal no Twitter alguns perfis como o do Observatório do Clima e o do coordenador de campanhas do Greenpeace, Nilo D’Ávila. Ele explica que “está aberto para receber todos os ambientalistas sérios”.

Questionado sobre qual o seu critério de seriedade, Salles responde que “as organizações que ligarem e agendarem uma reunião para discutir uma pauta serão recebidas. Mas você não pode ir na internet dizer que sou burro, incompetente e depois querer vir aqui; isso não é ter uma boa relação”.

 

O critério do ministro também inclui regras de comportamento. “Vou receber quem tenha uma pauta séria; sem ‘assembleísmo’, sem manifestação”, descreve.

 

Embora não se enquadre na etiqueta do ministro, o Observatório do Clima é reconhecido como um porta-voz importante da sociedade no monitoramento de ações climáticas. Sua rede tem dezenas de organizações-membro, incluindo movimentos sociais, universidade e também entidades ligadas ao setor privado, como a Fundação Boticário.

 

O secretário-executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl, lembra que a postura crítica não é novidade na sua atuação. “Sempre fomos muito críticos e cobramos de todos os governos, mas sempre tivemos por parte deles a abertura ao diálogo, mesmo nos momentos em que as diferenças nas decisões e posições de governo em relação às nossas recomendações eram muito grandes”, afirma.

Com informações Folhapress
Portal WSCOM