Após aprovação de Lei, vereador Thiago Lucena viabiliza produção microcervejeira em João Pessoa - WSCOM

menu

Política

01/12/2018


Após aprovação de Lei, vereador Thiago Lucena viabiliza produção microcervejeira em João Pessoa

A Lei 13.659, de 12 de novembro de 2018, permite a instalação de microcervejarias produtoras de cervejas artesanais e brewpubs no município

Na imagem o vereador de João Pessoa, Thiago Lucena

Com projetos de Lei já aprovados com ênfase na nova economia criativa, o vereador da Câmara Municipal de João Pessoa, Thiago Lucena (PMN), teve mais uma de suas propostas aprovadas pela prefeitura da capital. Está sancionada a Lei 13.659, de 12 de novembro de 2018, que permite a instalação de microcervejarias produtoras de cervejas artesanais e brewpubs no município. Além de valorizar e estimular a produção de cerveja artesanal local, a lei vai contribuir para dar visibilidade a quem está nesse ramo.

João Pessoa conta atualmente com apenas um estabelecimento que produz cerveja em pequena escala para venda direta e exclusiva do consumidor. A partir de agora, microcervejarias, bares cervejeiros, restaurantes e brewpubs (estabelecimento onde o consumo é feito no próprio local de produção) poderão comercializar as cervejas e chopes que fizerem artesanalmente. A identificação dessas bebidas será por meio do selo obrigatório: “Cerveja produzida artesanalmente no Município de João Pessoa”.

Para o vereador Thiago Lucena, a disseminação dessa cultura pode contribuir diretamente com o crescimento econômico através do turismo cervejeiro. “O estímulo a esses pequenos produtores promove diretamente o turismo, o comércio e a cultura cervejeira em nossa cidade. Busco expandir a iniciativa de pequenos empreendedores sempre prezando por uma prática sustentável, que não gere impactos negativos ambientais, urbanísticos e sociais”, afirmou.

Vale destacar que o ramo das cervejas artesanais também colabora com o desenvolvimento do setor da indústria de equipamentos, distribuição e revenda de bebidas. Além disso, existe a possibilidade de criação de cursos profissionalizantes de técnicos cervejeiros, mestres cervejeiros, beersomelier, entre outros.

Na Paraíba, a Vaik, Ernest Sonne e Vierbrauer são já marcas legalizadas para venda em larga escala produzidas em Patos e Cabedelo que já fazem sucesso a fora. Yuri Feitosa, produz cerveja artesanal há 3 anos e comemorou a lei pras brewpubs que sustentam a expansão da cerveja artesanal no mundo.

“Pela proximidade com o consumidor final é muito mais fácil orientá-lo sobre as escolhas das inúmeras variedades, além de possibilitar a criação uma identidade cultural local. Do ponto de vista de negócio, o brewpub permite entrar no ramo da cerveja artesanal de forma legal com custos e riscos menores, possibilitando o pequeno empreendedor ter um negócio sustentável e com crescimento orgânico, desta forma, gerando mais empregos, novas oportunidades, retenção de renda na cidade, maior turismo e maior identidade local”, explicou.

A Lei Municipal 13.659 proíbe o engarrafamento e produção de caráter industrial e automatizado, e o vínculo dos produtores artesanais com conglomerados industriais.