ANAC proibe venda de novas passagens para vôos com partida de Congonhas - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

25/07/2007


ANAC proibe venda de novas

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) proibiu a venda a partir de amanhã (25) de passagens aéreas para vôos com partida no aeroporto de Congonhas. As empresas TAM e Gol, segundo a Anac, já se comprometeram a interromper as vendas de passagens a partir de hoje (24).

O presidente da Anac, Milton Zuanazzi, disse que não há prazo para o fim dessa determinação. Passagens que já foram vendidas continuarão valendo. “Estamos reservando os assentos para serem ocupados para os usuários que já têm o bilhete na mão”, declarou Zuanazzi, em Brasília.

Ele não descarta a possibilidade de suspensão de venda de passagens em outros aeroportos caso haja sobrecarga de movimento em algum deles.

A Anac também proibiu as operações de vôos fretados no aeroporto de Congonhas a partir do próximo final de semana . Os vôos que já estavam autorizados serão transferidos para outros aeroportos, como os de Guarulhos e Viracopos.

Zuanazzi disse que o aeroporto de São José dos Campos (SP) também pode ser uma alternativa para os vôos fretados e para o remanejamento de vôos que passariam por Congonhas.

A Anac também determinou que as companhias aéreas coloquem à disposição funcionários em número suficiente para dar informações aos passageiros sobre transferências, cancelamentos e atrasos de vôo, mas não detalhou qual seria esse número suficiente. Para auxiliar nesse trabalho, a Infraero vai criar áreas específicas nos aeroportos para que as empresas possam dar melhor atendimento aos usuários.

Leia abaixo nota oficial divulgada pela Anac:

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), em respeito aos usuários do transporte aéreo e em decorrência do fechamento da pista principal do Aeroporto Internacional de Congonhas, em São Paulo, determina:

– Fica expressamente proibida a venda de passagens aéreas de todas as companhias a partir do Aeroporto de Congonhas, para que fique assegurado o embarque dos usuários que já possuem bilhetes;

– O restabelecimento da venda de bilhetes aéreos no Aeroporto de Congonhas está condicionado à volta à normalidade do fluxo de passageiros, o que será anunciado pela ANAC quando da regularização das operações;

– Os técnicos da ANAC passam, imediatamente, a monitorar todos os sistemas de reservas das companhias aéreas para assegurar aos usuários que já têm bilhetes o direito de embarcar. Se houver necessidade, poderá haver suspensão de vendas de passagens em outros aeroportos;

A Infraero tornará disponíveis espaços físicos para que as companhias aéreas possam estabelecer maior fluxo de comunicação e melhor atendimento aos usuários;

– As companhias aéreas terão de disponibilizar pessoal em número suficiente para informar os usuários a respeito de transferências e/ou remanejamentos de vôos para outros aeroportos, cancelamentos e atrasos, utilizando para isso seus respectivos sites, centrais de atendimento telefônico, painéis multimídias nos aeroportos e veículos de comunicação de massa;

– Ficam proibidas, já a partir deste fim de semana, as operações de vôos fretados no Aeroporto de Congonhas, e os vôos já autorizados serão transferidos para outros aeroportos, como Guarulhos e Viracopos.

A ANAC está tomando todas as providências necessárias para agilizar a volta do sistema de aviação civil brasileiro à normalidade.

Notícias relacionadas