Alckmin diz que escolha do PSDB sairá rápido, evita dar pistas - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

10/03/2006


Alckmin diz que escolha do

SÃO PAULO (Reuters) – Em meio à expectativa da definição do candidato do PSDB à Presidência da República, o govenador paulista, Geraldo Alckmin, procurou evitar nesta sexta-feira dar pistas de quem será o escolhido.

“O personalismo está em segundo plano”, disse Alckmin a jornalistas após cerimônia no Palácio dos Bandeirantes. Segundo ele, o importante é a união em torno de um grande projeto de desenvolvimento.

“A escolha, para onde ela conflui, é uma decisão coletiva. O processo está amadurecendo, vai resolver rápido.”

Alckmin, pré-candidato declarado à Presidência, se reunirá nesta sexta-feira com o presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que está em São Paulo. O encontro está marcado para às 12h, no Palácio dos Bandeirantes, segundo informou a assessoria do governador.

Os três também devem se reunir com o prefeito paulistano, José Serra, que disputa com o governador a indicação do partido.

A expectativa é de que o PSDB bata o martelo até domingo.

Diante da insistência dos jornalistas sobre o processo de escolha do PSDB, Alckmin procurou mostrar que não existe uma fórmula para a definição.

“Política não é matemática, política é uma avaliação do momento. A avaliação do processo”, afirmou o governador no que poderia ser uma alusão ao fato de ele ter pior desempenho do Serra nas pesquisas de intenção de voto.

Notícias relacionadas