AL aprova programa de privatizações no Estado; Oposição alega falta de quorum e - WSCOM

menu

Política

14/06/2006


AL aprova programa de privatizações

Os parlamentares das bancadas do PMDB e PT, que fazem Oposição na Assembléia Legislativa, reclamaram da aprovação, na terça-feira, do programa estadual de privatização, apreciada por 18 deputados. Segundo o deputado Rodrigo Soares (PT), o projeto foi aprovado sem maioria na Casa, e pode resultar na venda de empresas como Cagepa e PB-Gás.

“Houve investimentos da Petrobrás e do próprio Estado para termos rede de gás até Campina Grande e achamos que é um erro o Estado se desfazer de uma estrutura tão estratégica, que é a distribuição de energia através da PB-Gás”, disse, acrescentando que “ele ampliando o programa estadual de privatização, pode vir à tona novamente a privatização da Cagepa, que ele já tinha prometido não fazer”.

Rodrigo informou que os deputados dos dois partidos se ausentaram do plenário para impedir a votação. “Foram 18 votos que aprovaram a matéria, e para se ter maioria são precisos 19 votos, que correspondem a metade mais um dos deputados”, disse.

A bancada de Oposição decidiu se retirar da votação para impedir a aprovação do projeto. Segundo o regimento interno da Assembléia, o quorum é formado pelos deputados presentes no plenário no momento da votação.

“Nós vamos consultar os advogados, e com certeza o PMDB deverá fazer o mesmo, e vamos saber qual é o remédio jurídico que vamos utilizar para poder recorrer contra essa aprovação. Nós vamos tomar as providências e esperamos que o Judiciário mantenha a legalidade”, disse.

Clique aqui para ouvir trecho da entrevista com Rodrigo Soares