Agricultor que matou o próprio irmão alega ter agido na defesa de sua mãe - WSCOM

menu

Policial

18/04/2011


Agricultor que matou irmão se apresenta

Legítima defesa

Foto: autor desconhecido.

{arquivo}O agricultor Antônio Marcos Reinaldo de Oliveira, de 34 anos, se apresentou na sexta-feira, 15, na Delegacia de Polícia de Serra Branca, onde foi ouvido pelo delegado Paulo Ênio Rabelo. Ele é acusado de ter assassinado o seu irmão mais velho, Ivonaldo Reinaldo de Oliveira, de 37 anos, nop dia 10 desse mês no sítio Cururu, naquele município do Cariri paraibano.

Para o delegado Ênio Rabelo o acusado, que também é conhecido por “Careca”, alegou legítima defesa de sua mãe, Mirian Reinaldo de Oliveira, idosa e que necessita de tratamento especial, pois vive numa cadeira de rodas.

Antônio Reinaldo contou que o irmão, Ivonaldo era viciado em droga, bebia bastante e agredia a própria mãe, o que revoltava os familiares que tinham medo dele. A vítima havia chegado recentemente ao sítio Sucuru, em Serra Branca, vindo de São Paulo. Desde então passou a ser mais agressivo alegando que os familiares queriam lhe entregar a polícia.

Na localidade os moradores tinham medo de Ivonaldo porque sempre que bebia efetuava disparos com uma espingarda soca soca. No dia do crime a vítima havia saído de casa para um bar e ao retornar tentou agredir o irmão que já estava com a espingarda dele e ao pressentir que seria agredido Antônio efetuou um disparo matando o irmão.

Nas investigações o delegado Ênio Rabelo descobriu que a vítima havia assassinado o próprio tio, há cerca e 13 anos, no distrito de Sucuru com quase 40 facadas. A tragédia abalou tanto a família como a comunidade pela frieza e perversidade de Ivonaldo.

O delegado Paulo Ênio Rabelo informou Antônio Reinaldo foi liberado após ser ouvido e qualificado pelo crime de homicídio por não ter mandado de prisão contra ele e se apresentado espontaneamente.

Notícias relacionadas