Agricultor encontra filha grávida morta e atira na cabeça - WSCOM

menu

Policial

29/08/2005


Agricultor encontra filha grávida morta

O agricultor Francisco Alípio de Sousa, de 49 anos, residente na cidade de Cachoeira dos Índios, tentou o suicídio com um tiro contra a cabeça após encontrar sua filha, Maria de Fátima Alípio, 19 anos, solteira, morta em cima de uma cama. Fátima estava no oitavo mês de gravidez.

O fato aconteceu na tarde deste domingo na casa do agricultor, no Sítio Bamburral, em Cachoeira dos Índios, no Alto Sertão da Paraíba. A polícia foi chamada ao local, socorrendo o agricultor para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde foi medicado e, após ser liberado, foi levado para a Delegacia da cidade.

Segundo informações, Maria de Fátima Alípio residia em São Paulo onde conheceu um rapaz, com quem teve um relacionamento e engravidou. Após ser abandonada por ele resolveu retornar para a casa dos pais, em Cachoeira dos Índios.

A gravidez de Maria de Fátima estava sendo alvo de críticas por parte da mãe dela e de seus irmãos, no entanto, Francisco Alípio não criticou a filha e disse que ela tinha todo apoio dele. Fátima, se sentindo desprezada por sua mãe, passou a viver isolada e na tarde deste domingo, com um revólver, praticou o suicídio.

O pai de Fátima disse na delegacia que estava em frente de sua casa, no Sítio Bamburral, quando ouviu um tiro de revólver e quando chegou no quarto encontrou a filha morta. Desesperado se apoderou da arma efetuou vários disparos contra paredes do quarto e depois atirou na própria cabeça, mas o tiro pegou de raspão. A jovem foi sepultada nesta segunda-feira em Cachoeira dos Índios.

Notícias relacionadas