Agentes apreendem drogas, dinheiro e celulares no presídio Sílvio Porto - WSCOM

menu

Policial

22/08/2005


Agentes apreendem drogas, dinheiro e

Um balanço das vistorias realizadas em apenas duas semanas no presídio Sílvio Porto, em Mangabeira, revelou que, em menos de quinze dias, agentes penitenciários e policiais militares que fazem a vigilância do presídio apreenderam cerca de trezentos gramas de maconha, 150 pedras de crack, 37 espetos de fabricação artesanal, quinze aparelhos celulares, oito carregadores, três chips de aparelhos GSM e ainda R$ 108 em espécie.

O resultado das apreensões foi encaminhado na manhã desta segunda-feira pelo diretor do presídio, Capitão Roberto Costa Rodrigues, ao diretor da Coordenação do Sistema Penitenciário. Boa parte do material ilícito foi apreendida no interior das celas dos pavilhões 18, 20 e 21 do presídio, nas vistorias realizadas durante o banho de sol dos apenados. Alguns itens, a exemplo dos chips, foram pegos com pessoas que tentaram entrar no presídio como visitantes.

Num dos casos, os agentes descobriram com um visitante duas notas de R$ 10 escondidas dentro de uma barra de sabão. “O dinheiro dentro do presídio serve para o apenado comercializar drogas, armas e até corromper funcionários”, declarou o diretor da instituição. Ele informou que irá continuar procedendo com as inspeções para evitar a circulação de material ilícito na unidade.

O secretário da Administração Penitenciária, Pedro Adelson, voltou a destacar a importância das inspeções nos presídios. “À medida que vamos desarmando os presos, tirando de circulação armas, drogas e celulares, o ambiente carcerário consegue se manter em relativa segurança”, ressaltou.

Notícias relacionadas