AFIF: Guedes não se referia ao Sebrae ao defender cortes no Sistema S - WSCOM

menu

Economia & Negócios

18/12/2018


AFIF: Guedes não se referia ao Sebrae ao defender cortes no Sistema S

Sistema S é formado por entidades como o Sesi, Sesc, Senai, Senar e o Senat

Geraldo Magela/Agência Senado

O presidente do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Guilherme Afif Domingos, disse que o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, não se referia à entidade quando defendeu cortes no orçamento do Sistema.

 

Em almoço com empresários na Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) nesta 2ª feira (17 dez 2018), Guedes disse que era preciso “meter a faca” no sistema.

 

“Ele fez essa declaração dentro da Firjan, que é do Sistema S tradicional, ligado à indústria, ao comércio e à agricultura, ou seja, à CNI [Confederação Nacional da Indústria], CNC [Confederação Nacional do Comércio] e CNA [Confederação da Agricultura e Pecuária]”, disse Afif.

 

Segundo ele, o Sebrae, a Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e a ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) estão “separadas do sistema sindical tradicional”.

 

Afif deverá ser 1 assessor especial de Guedes no governo de Jair Bolsonaro. O empresário disse que não conversou com o futuro ministro após a declaração, mas que “sabe como ele pensa”.

 

“Eu sei o que o Guedes pensa e também o que pensa o Carlos da Costa [futuro secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia], que vai ficar responsável pelo Sistema S”, afirmou.

 

Além do Sebrae, Apex e ABDI, o Sistema S é formado por entidades como o Sesi (Serviço Social da Indústria), o Sesc (Serviço Social do Comércio), o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e o Senat (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte).

 

Da Redação com informações Poder 360