Advogado ligado ao PCC é suspenso da OAB-SP - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

19/06/2006


Advogado ligado ao PCC é

O Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo (OAB-SP) decidiu, por unanimidade, suspender por 90 dias o advogado Sergio Wesley da Cunha, que advoga para integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital e é acusado de atuar como pombo-correio do crime organizado.

Leia notícia do jornal Dia

Os 16 integrantes do Tribunal de Ética ainda julgam o processo de Maria Cristina de Souza Rachado, advogada de Marcos Williams Camacho, o Marcola, apontado como líder do PCC. Mas a tendência é que ela também seja suspensa.

Os dois advogados são acusados de comprar por R$ 200 de um funcionário terceirizado da Câmara dos Deputados uma gravação da sessão reservada da CPI do Tráfico de Armas.

O áudio continha depoimentos de delegados do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) de São Paulo. Uma das cópias teria sido transmitida aos presídios, a pedido Marcola, preso na Penitenciária de Presidente Bernardes.