Acusado de matar amiga a socos e golpes de enxada em SP é preso na Paraíba - WSCOM

menu

Policial

09/08/2018


Acusado de matar amiga a socos e golpes de enxada em SP é preso na Paraíba

Foto: autor desconhecido.

 A Polícia Civil da Paraíba prendeu, na tarde dessa quarta-feira (8), um homem suspeito de praticar feminicídio no Estado de São Paulo.  Caíque da Silva Cabral do Nascimento, 23 anos, foi preso por equipes do Grupo Tático Especial (GTE) da Delegacia de Cajazeiras, município localizado a 475 quilômetros de João Pessoa. Ele estava escondido na zona rural da cidade de Triunfo, no alto sertão paraibano.

 Segundo o delegado  de Cajazeiras, Glauber Fontes, o preso já foi ouvido e se encontra custodiado na Penitenciária de Cajazeiras,  aguardando liberação da Justiça para ser encaminhado ao Estado de São Paulo. “Uma equipe de policiais de São Paulo deverá chegar à Paraíba, nos próximos dias, para levar o preso ao Estado paulistano, onde ele responderá pelo crime praticado”, acrescentou o delegado.

 De acordo com a polícia de São Paulo, Caíque é apontado como o responsável pela morte de Aline Pereira da Silva, de 28 anos, que era amiga dele. A jovem foi morta após ser brutalmente espancada com golpes de enxada e socos. O fato ocorreu  no dia 22 de abril deste ano, na cidade de Suzano, em São Paulo.  O crime teria ocorrido porque a vítima se negou em manter relações sexuais com o agressor.

 Ainda segundo as investigações feitas em São Paulo, Caíque, após agredir a moça, ainda tentou enterrá-la viva. A vítima agonizou durante dois dias até ser encontrada por parentes. Ela foi socorrida e ficou internada durante 12 dias, mas morreu em virtude de trauma cerebral  grave e infecção generalizada.  Caíque foi indiciado por crime de feminicídio pelo Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) da Delegacia de Mogi das Cruzes,  cidade de São Paulo. Ele teve a prisão decretada pela Justiça, mas se encontrava foragido até ser encontrado pelos policiais civis da Paraíba.

 A prisão ocorreu na zona rural da cidade de Triunfo, município do Alto Sertão paraibano, para onde o agressor fugiu após praticar o feminicídio. Os policiais de Cajazeiras foram informados pelos investigadores de São Paulo  sobre a possibilidade do suspeito se encontrar residindo na região. Após realizar diligências, a equipe do GTE de Cajazeiras conseguiu localizar e prender Caíque. Ele foi levado à Delegacia de Cajazeiras, onde foi interrogado e confessou o crime.

 “Já comunicamos a prisão aos policiais de São Paulo e encaminhamos o preso à penitenciária. Estamos aguardando apenas o recambiamento dele ao Estado do São Paulo, que expediu o mandado de prisão”, afirmou o delegado Glauber Fontes. Aline deixou dois filhos, com idades de 11 e 8 anos.

Notícias relacionadas