Acuado, Bebianno cancela agenda e não vai ao Planalto em meio à crise - WSCOM

menu

Política

14/02/2019


Acuado, Bebianno cancela agenda e não vai ao Planalto em meio à crise

Na imagem, o ministro Gustavo Bebianno

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno (PSL), cancelou de última hora a participação em uma reunião com outros ministros no Palácio do Planalto, iniciada às 11h desta quinta-feira (14). De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria, ele está sendo representado pelo secretário-executivo, general Floriano Peixoto, o número 2 da pasta. 

Há rumores na imprensa de que estaria sendo cogitada a demissão do ministro por causa das ‘candidaturas laranjas’ do PSL nas eleições de 2018, quando o partido era presidido por ele. 

Um dos casos envolve o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro, que teria patrocinado candidaturas de fachada em Minas para direcionar verba pública de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara – ele foi eleito deputado federal. O comando nacional do partido repassou R$ 279 mil a quatro candidatas, que receberam somente somente 2.000 votos, um número que indica uma postulação fraudulenta, na qual se repassa verba para outras finalidades que não a de fazer atos de campanha.

Segundo a Folha de S.Paulo, o partido também repassou R$ 400 mil a uma candidata a deputada federal em Pernambuco que teve 274 votos, três dias antes da eleição.

Ambos os casos foram relatados pela Folha de S.Paulo (veja aqui e aqui).

Brasil 247