Acidente aéreo na Venezuela mata 160 pessoas - WSCOM

menu

Internacional

16/08/2005


Acidente aéreo na Venezuela mata

Um avião da empresa colombiana West Caribbean com 152 passageiros e oito tripulantes caiu na madrugada desta terça-feira na cidade de Machiques, no noroeste da Venezuela, matando todos seus ocupantes. A informação foi confirmada pelo diretor do Departamento de Aviação Civil da Colômbia e por oficiais venezuelanos.

O avião vinha em um vôo “charter” do aeroporto de Tocumen, no Panamá, em direção à Martinica, ilha pertencente à França localizada no Caribe, e se chocou contra a serra de Perijá. O do MD-80, de fabricação da McDonnell Douglas, empresa comprada pela Boeing em 1997, e com capacidade máxima para 172 passageiros, pediu permissão para pousar no aeroporto de Maracaibo e desapareceu do radar. Atualmente, o avião é chamado também de Boeing MD-80.

O tenente Delsin García, do departamento que investiga acidentes aéreos na cidade de Machiques, disse à Folha Online que as investigações até o momento sugerem que houve falha nos dois motores do avião antes de cair às 3h15 da manhã (4h15 no horário de Brasília). A maioria dos ocupantes eram turistas de origem francesa.

Segundo testemunhas, foi avistada no céu uma imensa bola de fogo seguida por uma explosão. Vários cadáveres já foram retirados do local do desastre onde trabalham em conjunto equipes da Colômbia e da Venezuela.

A empresa colombiana West Caribbean foi fundada em 1998 e, em março deste ano, um de seus aviões perdeu o controle ao norte da Colômbia, em um acidente que deixou oito pessoas mortas e seis feridas. Segundo informou à agência France Presse uma fonte do Departamento de Aviação Civil da Colômbia, a West Caribbean havia suspendido seus vôos por uma semana em julho para operações de manutenção na frota.

A companhia afirma que tem em dia todas autorizações para vôos e que foi feita toda a manutenção necessária. No entanto a West Caribbean atravessa uma difícil situação financeira e analisa propostas de compra.

O presidente da França, Jacques Chirac, afirmou que recebeu “com muita emoção a notícia do acidente que ocorreu na Venezuela e em que se encontrava um grande número de vítimas de origem francesa”. Chirac solicitou ao ministro responsável pelos departamentos ultramarinos da França que se dirigisse a Martinica.

No último domingo, um avião cipriota que ia a Praga bateu em uma montanha na Grécia matando 121 pessoas.

Notícias relacionadas