Abbas diz que pode interceder em governo do Hamas - WSCOM

menu

Internacional

26/03/2006


Abbas diz que pode interceder

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, disse que está preparado a interceder no governo do Hamas caso o povo palestino seja prejudicado.

“Eu vou exercer o meu mandato e autoridade onde e quando forem necessários para proteger os altos interesses do povo palestino”, escreveu Abbas em uma carta a Ismail Haniya, designado pelo Hamas para o cargo de primeiro-ministro.

O alerta de Hamas é feito dias antes de o governo liderado pelo Hamas tomar posse.

“Assim que o seu governo assumir as suas responsabilidades eu lhe peço, novamente para fazer as correções necessárias ao seu programa”, disse o líder palestino na carta, que também foi enviada a jornalistas.

A legislação palestina determina que o presidente palestino tem o poder de demitir Haniya se ele adotar políticas contrárias ao interesse nacional.

“Crise constitucional”

Um porta-voz do Hamas afirmou que é errado assumir que as políticas do partido causariam danos aos palestinos.

O próprio Haniya teria dito à agência de notícias Reuters que o Hamas “não quer uma crise constitucional”.

Abbas já pediu ao Hamas, que defende a destruição de Israel, para reconhecer o Estado israelense e respeitar compromissos assumidos pela Autoridade Palestina – o que o grupo se recusa a fazer.

O Hamas venceu as eleições parlamentares de janeiro, com ampla vantagem, tendo obtido 76 dos 132 assentos.

O Conselho Legislativo Palestino se reúne nesta segunda-feira para um voto de confiança sobre o ministério ao Hamas. A aprovação é considera certa dada a maioria do Hamas no Parlamento.

A votação ocorrerá na véspera das eleições em Israel, nesta terça-feira. Hanya disse que o seu governo deverá ser empossado no dia seguinte, quarta-feira.

Leia mais no site da BBC Brasil

Notícias relacionadas